Após 3 meses, sobrevivente de tiroteio em boate morre em festa

A causa da morte está sob investigação

Um sobrevivente do tiroteio na boate Pulse, em Orlando, morreu em uma festa de aniversário três meses após o ataque. Chris Brodman, que escapou dos tiros que deixaram 49 mortos em junho, foi encontrado inconsciente por paramédicos no jardim de uma casa perto de Tampa, nos EUA.

De acordo com a polícia, não foi encontrada evidência de violência ou trauma no corpo do rapaz de 34 anos. A causa da morte está sob investigação. Brodman, 34, sobreviveu ao massacre como ele se abrigou no pátio da casa noturna de pulso, onde Omar Mateen abriram fogo, matando 49 pessoas.

No dia do ataque em Orlando Chris contou nas redes sociais que ele se escondeu embaixo de uma mesa quando ouviu os tiros e, assim que pode, saiu do local. "Eu olho para trás e o que mais eu vejo é quanto apoio e amor tem sido demonstrado tanto aqui em Orlando como em todo o mundo", escreveu na época.

Após a morte de Chris, na última semana, o namorado do rapaz se manifestou no Facebook: "Eu ainda não posso acreditar que meu bebê se foi. Eu não consigo dormir Eu não posso respirar, eu não sei como eu vou seguir em frente sem ele". Com dificuldades financeiras, a família e os amigos de Chris Brodman tentam angariar fundos para pagar o funeral.

Image title

Fonte: Com informações da UOL