Após 6 anos morando em hospital do RS, menino irá para casa pela 1ª vez

Menino vivia com a mãe em ala pediátrica de instituição de Porto Alegre

Após seis anos vivendo em hospitais de Porto Alegre, o menino Roger Inácio Dutra da Silva, de 6 anos, finalmente vai para casa. O garotinho, que é portador de Síndrome de Down, sofreu uma séria complicação intestinal no primeiro ano de vida. O problema o levou a uma cirurgia em que teve parte do intestino removido. Após anos de luta pela sobrevivência ao lado da mãe e de uma equipe de médicos, ele terá alta nos próximos dias.


Ap 6 anos morando em hospital do RS, menino ir para casa pela 1ェ vez

Em função da retirada de parte do intestino, Roger ficou dependente de nutrição parenteral (dieta pela veia) e por isso nunca tinha tido a chance de conviver com a família em casa em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. No primeiro ano de vida e após a cirurgia, ficou internado no Hospital da Ulbra. Há cinco anos, a mãe Eva Flores Dutra, 46 anos, vive entre os corredores e a ala pediátrica do Hospital São Lucas da PUCRS.

?Na verdade, estou um pouco preocupada, porque moro aqui com ele há muito tempo. Mas ele está super bem, e ele tem que viver. Eu estou superando meus medos agora. Espero que tudo dê certo?, disse a artes. Sua fonte de renda são objetos de artesanato e crochê. ?Dá pra tirar um dinheirinho por mês. Mas a minha freguesia é toda aqui do hospital, então terei que continuar trabalhando para pagar o aluguel da nova casa?, relata a mãe.

Do lado de fora do hospital, ela recebe o apoio do marido Sílvio Dias da Silva, 49 anos, e da filha Carolina Dutra Machado, 19 anos. A família já tem uma nova casa para morar. ?Seremos vizinhas [mãe e filha]. Ela alugou uma casa para mim, meu marido e o Roger, bem perto de onde ela mora. Para falar a verdade, nem conheço a casa ainda. Mas estou muito feliz?, afirma Eva.

Campanha na internet ajuda família

Há 20 dias, os médicos liberaram Roger da alimentação que recebia direto na veia. Agora ele se alimenta por meio de uma sonda. ?Da parte de saúde ele está bem, progredindo muito. Ele nunca esteve assim na vida?, avalia a médica pediatra Ana Paula Vaz, que há anos acompanha a rotina de mãe e filho. ?Conheço o Roger e a dona Eva desde que eu era acadêmica. Acompanhei muita coisa que ele passou, desde que já esteve muito mal na UTI e tudo. Eles são como parte da família?, comenta Ana Paula.

Para ajudar a mobiliar a nova casa da família, uma campanha iniciada entre os médicos ganhou as redes sociais. A corrente de solidariedade tem arrecadado todos os tipos de utensílios domésticos para o novo lar. ?Estamos recebendo de tudo. Móveis, eletrodomésticos como geladeira e fogão. Tudo para que eles possam montar a nova casinha deles. Mas ainda faltam alguns itens até simples, como material de limpeza?, explica a médica.

Assim, Roger vai festejar o aniversário de 7 anos no próximo dia 20 de julho pela primeira vez em casa. As doações podem ser feitas diretamente no Hospital da PUCRS (Av. Ipiranga, 6690), no Serviço de Pediatria, localizado no 5º andar do prédio. Para objetos de maior volume como móveis e eletrodomésticos, os interessados podem entrar em contato para combinar uma data para entrega. Informações podem ser obtidas no telefone (51) 3320-3000, ramal 2270.

Fonte: G1