Após apreensão de Ferrari, Thor pode ter sua CNH suspensa

Após apreensão de Ferrari, Thor pode ter sua CNH suspensa

Filho de Eike Batista recebeu mais uma multa de infração gravíssima

Thor Batista, filho do empresário Eike Batista, corre o risco de ter a carteira de motorista suspensa e ficar sem o direito de dirigir depois de receber uma multa de infração gravíssima ? sete pontos negativos ? no último domingo (6). Ele foi multado em R$ 191,54, pois sua Ferrari estava sem a placa dianteira quando foi parado em uma blitz do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Apenas em 2011, quatro das seis infrações que Thor cometeu totalizavam 19 pontos. Caso nenhuma multa anterior tenha expirado, Thor chega aos 26 pontos, com a infração do último fim de semana. O Código Nacional de Trânsito estabelece a penalidade de suspensão do exercício do direito de dirigir ao se obter 20 pontos negativos na carteira de motorista no período de um ano.

O processo de suspensão passa a valer depois que não couber mais recursos junto ao órgão Detran para reavaliar as multas. O período de suspensão pode variar de um mês a um ano, dependendo da gravidade das infrações de trânsito cometidas. Além de aguardar o término da penalidade imposta para poder voltar a dirigir, o condutor deve fazer o curso de reciclagem para motorista infrator, de 30 horas/aula, e ser aprovado em prova de avaliação.

A Ferrari foi levada para um depósito do Detran. Para retirar o veículo, ele também terá de pagar R$ 39,04 pela diária.

O Detran, por preceito legal, não comenta casos específicos nem divulga dados sobre clientes. As informações sobre a carteira de motorista de Thor são da Agência Estado.

A assessoria de Thor Batista informa que não vai comentar o assunto.

Atropelamento na Baixada Fluminense

O filho mais velho do empresário Eike Batista e da ex-modelo Luma de Oliveira, Thor de Oliveira Fuhrken Batista, 20 anos, atropelou e matou o ajudante de caminhão Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos, por volta das 19h20 de 17 de março, na pista sentido Rio da rodovia Washington Luís, nas proximidades do distrito de Xerém, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Policiais rodoviários federais informaram que Thor dirigia um Mercedes Benz Mc Laren prata, placa EIK-0063, que teve a parte da frente destruída.

De acordo com Thor, ele prestou socorro à vitima, "que atravessava a rodovia inadvertidamente" de bicicleta. O empresário conta que chamou a ambulância da Concer (concessionária que administra a via no trecho Rio-Juiz de Fora) para prestar atendimento a Santos. Ainda segundo a nota, Thor estava na velocidade permitida, fez o teste do bafômetro e firmou declaração de próprio punho descrevendo o acidente, no posto da Polícia Rodoviária Federal.

Fonte: r7