Após mudança de sexo, jovem casal luta contra preconceito

Após mudança de sexo, jovem casal luta contra preconceito

Nos locais mais improváveis surgem encontros de paixão, como a história do casal que se conheceu em uma clínica para tratar distúrbios alimentares.

Nos locais mais improváveis surgem encontros que geram paixão, como a história do casal que se conheceu em uma clínica para tratar distúrbios alimentares. Agora, um outro caso chama a atenção: o de Katie Hill e Arin Andrews. À primeira vista, os dois têm tudo para ser mais um casal adolescente americano. Exceto pelo fato de que ambos fizeram intervenções estéticas para mudar de sexo.

Katie, de 19 anos, nasceu como Luke e iniciou um tratamento hormonal para desenvolver seios naturais sem precisar de implantes de silicone. Um doador anônimo, comovido com a história, colaborou com 40 mil dólares (cerca de R$ 80 mil) para a mudança de sexo de Katie, como presente de aniversário de 18 anos, em 2012. ?Mesmo quando tinha 3 anos de idade, eu sabia que, no fundo, queria ser uma menina. Tudo o que eu desejava era brincar com bonecas. Eu odiava meu corpo de menino e numa me senti bem nele?, disse Katie ao canal do Youtube Barcroft TV.

Arin, de 17 anos, nasceu como Emerald, menina que ganhou concursos de beleza e fazia balé. ?Os professores separavam os meninos das meninas. Não entendia por que me colocaram entre elas?, disse ele na mesma entrevista. Arin falou também que sempre sonhou em pilotar motos, mas não podia pois diziam que era "coisa de menino. Foi uma tortura todos os dias?. Graças aos pais, ele fez a cirurgia de remoção dos seios e de mudança de sexo.

O ENCONTRO

Os dois começaram a fazer terapia, se conheceram em um grupo de apoio aos transgêneros, em Oklahoma, nos Estados Unidos, e se apaixonaram.

Arin disse ter ficado chocado com a beleza de Katie e que a achava bonita demais para ser transexual. Atualmente, o casal dá entrevistas sobre a história para ajudar outros jovens que passam pela mesma situação, traumas e falta de apoio dos pais. Quanto aos dois, após a difícil aceitação da família, eles lidam bem com o assunto e estão apaixonados. ?Somos perfeitos um para o outro porque sofremos os mesmos problemas?, concluiu Katie.







Fonte: G1