Jornal: Após racismo, jogador gasta R$ 82 mil com seguranças

Jornal: Após racismo, jogador gasta R$ 82 mil com seguranças

Anton Ferdinand gastou 30 mil libras em segurança pessoal antes do reencontro com John Terry.

Segundo a imprensa inglesa, o zagueiro Anton Ferdinand gastou 30 mil libras (aproximadamente R$ 82 mil) em segurança pessoal antes do reencontro com o também defensor John Terry, marcado para a partida entre Queens Park Rangers e o Chelsea, a ser realizada neste sábado pela Copa da Inglaterra.

O jogo será o primeiro envolvendo Ferdinand e Terry desde que iniciaram uma grande polêmica. O primeiro acusou o segundo de ter feito comentários racistas durante o duelo entre os times realizado em outubro passado, que acabou com vitória de 1 a 0 dos Rangers em casa pelo Campeonato Inglês.

O caso ainda está sendo apurado, sendo que o atleta do Chelsea, capitão da seleção inglesa, terá de depor em uma corte de Londres na próxima quarta-feira.

A repercussão da história foi tão grande que Ferdinand chegou a receber uma ameaça de morte na época. Por isso, instalou câmeras em sua casa e contratou seguranças. Agora, às vésperas do reencontro com Terry, a preocupação quanto a possíveis ameaças aumenta, e o zagueiro dos Rangers fez um novo investimento em segurança.

Conforme publica o jornal Daily Mail nesta sexta-feira, o Chelsea e Queens Park fizeram um comunicado em conjunto tentando diminuir a tensão entre os torcedores. No texto, os clubes apontam que a partida em Londres será uma "celebração do futebol".

As entidades informam que trabalharão ao lado da polícia "para assegurar que qualquer pessoa usando linguagem discriminatória e inflamatória seja identificada".

Por fim, elas divulgam um número de telefone por meio do qual os fãs podem enviar mensagens confidenciais, indicando qualquer tipo de abuso que tenham testemunhado.

Fonte: Terra