Após se recusar a fazer bafômetro, Luciano Huck deve ficar um ano sem poder dirigir

Após se recusar a fazer bafômetro, Luciano Huck deve ficar um ano sem poder dirigir

No dia seguinte, o apresentador usou as redes sociais para dar explicações aos fãs.

O apresentador Luciano Huck pode ter o direito de dirigir suspenso por um ano. Há uma semana, ele foi parado em uma blitz da Lei Seca na zona sul do Rio e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Huck foi multado em R$ 957,70 e teve a carteira e habilitação apreendida. A suspensão do documento será decidida em um processo administrativo que o apresentador terá que responder.

Como Luciano estava acompanhado de um condutor habilitado e a documentação do carro estava regular, ele pôde levar o carro. No dia seguinte, o apresentador usou as redes sociais para dar explicações aos fãs. Ele disse que havia tomado um copo de vinho durante o jantar. Huck ainda brincou e fez referência à uma música cantada por sua mulher, a apresentadora Angélica: ?Deveria ter seguido o exemplo da minha esposa e ir de táxi?.

Luciano Huck não é o primeiro famoso a ser multado na blitz da Lei Seca. No mesmo fim de semana em que foi abordado, os atores Eri Jonhson e Kayky Brito também foram multados e tiveram as carteiras apreendidas.

Para o bancário Eduardo Gomes, os famosos devem ser tratados como qualquer cidadão comum.

? Eu acho que a lei vale para todos, né? Independentemente de ser famoso ou não, ele é um cidadão como aquele que anda de fusquinha ou de BMW. Eu acho que ele tem que ser enquadrado da mesma forma, né?

Para o estudante Eduardo Silveira, os famosos deveriam ter mais cautela, pois são formadores de opinião.

? Eu acho que como eles são formadores de opinião, eles deveriam ser mais cautelosos. Mas eu acho que todo mundo é cidadão e ninguém está acima ou abaixo da lei. Então todos devem se manter íntegros.

O major Marco Andrade, coordenador da fiscalização, explica como é o procedimento dos agentes:

? Existem três situações que podem acontecer quando a pessoa realiza o teste do bafômetro. Primeiro, quando a margem fica entre 0, 00 e 0,10. Se a pessoa se encontrar exatamente nessa margem, o motorista é liberado. Ele não sofre sanção nenhuma. Se ela fizer o teste e ele der positivo entre 0,11 e 0,29, ela recebe as sanções administrativas de estar dirigindo sob a influência do álcool, multa de R$ 957,70, carteira apreendida, processo administrativo por suspensão do direito de dirigir por um ano e o veículo, ela precisa apresentar um outro condutor habilitado, caso não faça, o veículo também vai ser removido. A terceira situação é o teste da acima de 0,30, inclusive o 0,30. A pessoa cometeu crime previsto no artigo 303 do Código de Trânsito Brasileiro, que é dirigir embriagado. Então ela recebe voz de prisão e é conduzida a uma delegacia policial.

Fonte: R7, www.r7.com