Após ser atacado, Papa diz que ser humano está "desorientado"

Papa saúda os presentes no Vaticano

O papa Bento XVI disse neste sábado que "a única coisa que dá sentido à vida dos homens, atualmente desorientado e desorientadas", é Jesus Cristo, "cujo nascimento supôs uma nova civilização, a do amor, que não se rende perante o mal e a violência, e destrói as barreiras entre os homens". A declaração foi feita a milhares de fiéis que assistiram na Praça de São Pedro do Vaticano à reza do Ângelus.

Em sua segunda aparição pública desde o empurrão que tomou durante a Missa do Galo, o Bispo de Roma disse que o caminho privilegiado para viver o Evangelho e testemunhar Deus é acolhendo aos pobres. "Estevão (o primeiro mártir cristão), como seu Mestre, morreu perdoando seus perseguidores e faz-nos compreender como a chegada do filho de Deus ao mundo dá origem a uma nova civilização, a do amor, que não se rende ao mal e à violência e derruba as barreiras entre os homens, fazendo deles irmãos da grande família dos filhos de Deus", ressaltou o Pontífice.

O papa acrescentou que o Dia de Santo Estevão lembra que são muitos os crentes em todas partes do mundo que sofrem por causa de sua fé. Após o Ângelus, Bento XVI saudou os fiéis em vários idiomas. O papa reaparecerá amanhã, na janela de seus aposentos, para rezar o Ângelus dominical. Depois, seguirá para à sede da Comunidade de Sant"Egídio, em Roma, para almoçar com um grupo de pobres.

Fonte: Terra, www.terra.com.br