Após suspeita de protesto, Ronaldinho anda com seguranças

Após suspeita de protesto, Ronaldinho anda com seguranças

Camisa 10 chega ao Ninho do Urubu cercado de guarda-costas

O treino do Flamengo estava marcado para 16h30m desta terça-feira, no Ninho do Urubu, mas Ronaldinho, assim como alguns outros jogadores, chegou mais cedo, por volta de 15h. O camisa 10 chegou com segurança reforçada. Normalmente ele e seu staff vão em dois carros, mas desta vez foram três, um total de seis guarda-costas. Tudo porque havia a suspeita de que torcidas organizadas fariam um protesto no CT.

A manifestação não ocorreu, e o clima foi de tranquilidade. Uma viatura da Polícia Civil apareceu dentro do CT - não a pedido do clube - e ficou por cerca de dez minutos. De acordo com José Pinheiro, chefe da segurança do Fla, eram amigos dos guarda-costas do R10.

- Com base no que foi divulgado na imprensa, fiz um comunicado aos jogadores. Não solicitei viatura. Eles sempre fazem uma ronda, mas não sei o motivo de terem entrado. São amigos dos seguranças do Ronaldinho.

Os atletas que enfrentaram o Atlético-GO realizaram um trabalho regenerativo. Em campo, os reservas treinaram em campo reduzido. Participaram da atividade o volante Maldonado e o lateral-esquerdo Rodrigo Alvim, possíveis titulares na próxima rodada nas vagas de Aírton (dúvida por causa de problema no tornozelo esquerdo), e Junior Cesar, que está suspenso. Muralha, que poderia ser uma opção para o meio de campo, também levou o terceiro amarelo e não está à disposição.

O Flamengo, sexto colocado do Campeonato Brasileiro com 57 pontos, enfrenta o Internacional no próximo domingo, às 17h (de Brasília), em Macaé. A partida será um duelo decisivo na luta por uma das vagas para a Libertadores, já que o Colorado é um concorrente direto - está em quarto lugar com os mesmos 57 pontos.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com