Atenção básica mantém serviços voltados à saúde das mulheres

Mulheres serão atendidas para procedimentos médicos.

Amanhã, 08 de março, é o Dia Internacional da Mulher. A Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Saúde (FMS) mantém uma série de serviços voltados à saúde da mulher, garantindo uma assistência diferenciada para as mulheres teresinenses. Mamografia, citologia e atendimento pré-natal às gestantes são algumas atividades da rotina das Unidades Básicas de Saúde (UBS) voltadas para este público.

A mamografia, exame de prevenção do câncer de mama, pode ser solicitada em qualquer UBS. A usuária recebe o encaminhamento para realizar o exame na atenção secundária, como hospitais e outros. “É recomendável que todas as mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas”, afirma Mariano Neto, chefe do Núcleo de Saúde da Mulher da FMS.

As equipes Saúde da Família realizam também periodicamente buscas ativas nas comunidades de mulheres na faixa etária recomendada para o agendamento de mamografias. Além disso, são realizadas atividades educativas e de conscientização, para que elas desenvolvam o hábito de observar o próprio corpo e realizar o autoexame.

A atenção básica disponibiliza também exames de citologia, que é o recolhimento de material para a prevenção do câncer de colo de útero. O combate ao papilomavírus humano (HPV), vírus relacionado à doença, é reforçado por meio das campanhas de vacinação para as garotas entre nove e 11 anos de idade.

Já as gestantes têm direito a todos os exames de pré-natal nas UBS. E com a implantação da Ficha de Acolhimento e Classificação de Risco, um protocolo é utilizado para acolher as gestantes e classificar os riscos de cada gestação, na intenção de evitar aborto, complicações na gravidez e no parto, bem como a mortalidade neonatal.

 “A FMS busca melhorar ainda mais o atendimento à gestante com diversas ações: implantamos a vacina contra a coqueluche, o teste rápido de gravidez (a mulher pode diagnosticar em 10 minutos se está grávida e já começar o pré-natal na UBS) e a inserção da Eletroforese de Hemoglobina nos exames de pré-natal (procedimento que faz o diagnóstico de doença falciforme)”, destaca Smithanny Barros, diretora de Ações Assistenciais da FMS.

A FMS mantém parceria com as maternidades visando um acolhimento completo às gestantes, com a indicação prévia do local do parto, o que garante tranquilidade à família da parturiente. Caso seja comprovada alguma situação de risco, a paciente é referenciada para o ambulatório de alto risco da Maternidade Dona Evangelina Rosa, que fará o acompanhamento. À medida que as pacientes passam de alto risco para leve são contra referenciadas para o acompanhamento das equipes de saúde da família novamente. Após o parto, quando a parturiente tem alta, a primeira consulta do bebê já fica agendada na Unidade Básica de Saúde mais próxima da casa da mãe.

Além disso, é disponibilizada na saúde municipal métodos de planejamento familiar como preservativos femininos e masculinos, anticoncepcionais, diafragma, laqueadura de trompas, dispositivo intrauterino (DIU) e vasectomia para seus companheiros. “Garantimos assim que a mulher tenha direito de decidir o melhor momento para engravidar e mesmo a quantidade de filhos que deseja ter”, diz Smithanny Barros.

Fonte: Com informações da Assessoria