Ativistas liberam animais que sofriam maus tratos em Praia Grande, SP

Ativistas liberam animais que sofriam maus tratos em Praia Grande, SP

Grupo contou com com o apoio do Ministério Público e da Polícia Civil. Ao todo, 19 animais estavam feridos, cegos, mutilados, subnutridos e sujos.

Um grupo de ativistas, com o apoio da Polícia Civil e Ambiental, resgatou animais domésticos e silvestres que tinham sinais de maus tratos e moravam em um lugar precário, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ao todo, 19 animais foram resgatados e agora recebem tratamento.

A ONG OFA - Organização Fiscalizadora de Animais, de Praia Grande, recebeu uma denúncia na última quarta-feira (18), que levou os voluntários ao bairro Ribeirópolis. Eles foram até o local e confirmaram a a situação precária.

O Ministério Público expediu um Termo de Informação ou Declaração. A Polícia Civil e a Polícia Ambiental compareceram para cumprir a determinação do MP no local e foi iniciada uma operação de resgate dos animais no bairro Ribeirópolis

Ao todo, sete cachorros, nove gatos, um periquito, um papagaio silvestre e uma tartaruga aquática foram resgatados de um barraco. Segundo a ONG, os animais estavam em péssimo estado de saúde. Alguns estavam feridos, cegos, mutilados, subnutridos e sujos sem os cuidados básicos.

O presidente da ONG obteve o Auto de Depósito na delegacia e se tornou responsável pelos nove gatos, sete cachorros e um periquito. Já o papagaio e a tartaruga foram levados para a Zoonoses de Praia Grande.


Ativistas liberam animais que sofriam maus tratos em Praia Grande, SP

Ativistas liberam animais que sofriam maus tratos em Praia Grande, SP

Ativistas liberam animais que sofriam maus tratos em Praia Grande, SP

Fonte: G1