Atraso na construção de galeria subterrânea atrapalha linha do Metrô

Atraso na construção de galeria subterrânea atrapalha linha do Metrô

Os terminais do Dirceu I e II, Renascença e de outras regiões foram prejudicados pela construção e a população ficou sem os serviços.

O problema começou no último domingo, quando a Transnordestina decidiu duplicar o escoamento da linha férrea. O tráfego de foi reduzido, o que não impediu um deslizamento de terra na região do Dirceu, zona Sudeste de Teresina.

No início da semana novas falhas foram detectadas e uma das máquinas foi soterrada parcialmente, o que gerou mais atraso nas obras e interrupção em parte da linha. Durante três dias apenas 60% do metrô funcionou, o que prejudicou uma população acima de 10 mil pessoas.

Os terminais do Dirceu I e II, Renascença e de outras regiões foram prejudicados pela construção e a população ficou sem os serviços.

Os cargueiros tiveram que usar outra linha para circular. Na última quinta-feira, o problema dos trilhos foi resolvido. O problema agora está na obra, que teve início há um mês e não tem prazo para ser entregue.

De acordo com Antonio Sobral, da Companhia Metropolitana, o trem já está normalizado desde às 05h45 e a linha já está em perfeitas condições de tráfego. ?Está havendo um processo de erosão que comprometia o aterro, portanto, havia a necessidade de duplicação da galeria. Esse serviço foi feito e falta apenas terminar as duas extremidades da galeria. Até a próxima semana estará totalmente construída, mas não vai atrapalhar o funcionamento do Metrô.

Fonte: Denison Duarte