Através do faro, pastor alemão consegue diagnosticar câncer de tireoide

Os resultados foram apresentados em encontro anual da Sociedade de Endocrinologia, em São Diego, nos Estados Unidos, de acordo com a BBC.

Pesquisadores norte-americanos usaram o faro de um cachorro para diagnosticar pessoas com câncer de tireoide. De acordo com a equipe, em testes com 34 pacientes, a taxa de acerto do cão foi de 88%. Os resultados foram apresentados em encontro anual da Sociedade de Endocrinologia, em São Diego, nos Estados Unidos, de acordo com a BBC.

A experiência foi realizada por uma equipe da Universidade de Arkansas para Ciências Médicas. Anteriormente, pesquisadores da instituição tinham mostrado em estudo que um cão pode ser treinado para diferenciar amostras de urina de pacientes com e sem câncer de tireoide, a partir do cheiro. Desta vez, o objetivo foi verificar se o procedimento poderia ser usado como teste de diagnóstico.

Frankie, um pastor alemão, foi treinado para deitar quando sentia o cheiro da doença e se afastar em caso negativo. Trinta e quatro pacientes que passariam por testes convencionais posteriormente participaram da experiência, e o cachorro foi capaz de dar o diagnóstico correto em 30 casos.

- A capacidade de cães para cheirar quantidades diminutas é inacreditável - afirmou Donald Bodenner, chefe de oncologia endócrino da universidade à BBC. - A comunidade médica, ao longo dos próximos anos, vai ter um grande apreço (por eles).

Segundo especialistas britânicos, o uso em maior escala de cães no diagnóstico da doença é inviável. No entanto, é útil descobrir quais substâncias químicas relacionadas ao câncer os animais podem cheirar, o que deve levar a novos testes. Os cachorros têm dez vezes o número de receptores de cheiro que as pessoas.

Fonte: O Globo