Escolas estariam cobrando aumento abusivo no Piauí

Escolas estariam cobrando aumento abusivo no Piauí

“É lamentável, por que a mensalidade pesa muito”, disse o presidente da Associação de Pais de Alunos das Escolas Particulares, Francisco Leite

Escolas particulares estariam cobrando aumento de mensalidade abusivo, no Piauí. Segundo levantamento, os reajustes estão entre 10 e 12% em relação à mensalidade do ano passado, o que pode ser um índice maior do que a própria inflação. ?É lamentável, por que a mensalidade pesa muito, junto com livros, materiais escolares, transporte, merenda...?, disse o presidente da Associação de Pais de Alunos das Escolas Particulares, Francisco Leite, ao meionorte.com.

Francisco Leite disse que as escolas tem a obrigação de apresentar uma planilha que explique os gastos e o por que do aumento na mensalidade no mínimo 45 dias antes do fim do período de matrícula. ?E aí, cabe ao pai analisar se o reajuste condiz com a realidade, e o que a escola investiu para melhorar a qualidade de ensino?, disse. ?O pai que acompanha sabe das necessidades da escola?. Francisco Leite pede que os pais que tiverem dúvidas sobre o assunto, liguem para a Associação pelo número 8874 7576.


Aumento na mensalidade de escolas particulares no Piauí pode ser maior que inflação

Dalton Leal (Foto: Andrê Nascimento)

O presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Piauí, Dalton Leal, disse que as escolas têm de acompanhar o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), mas que este não abrange a todos os custos. ?Temos que ver também aumentos na energia elétrica, água, uma série de outros custos?, disse Dalton Leal ao meionorte.com. Ele informou que é preciso que as escolas particulares tenham uma vida financeira saudável, e também se fazer um resgate histórico pelo salário dos professores. ?Temos tentado privilegiar eles?, disse.

Fonte: Andrê Nascimento