Autoescolas protestam contra exigências "abusivas" do Detran-PI

Autoescolas protestam contra exigências "abusivas" do Detran-PI

A questão das aulas noturnas também figura entre os pontos de divergência.

Funcionários e diretores de autoescolas do Estado reúnem-se na manhã de hoje em frente à sede do Detran-PI para realizar uma paralisação geral da categoria. Os motivos do protesto são as exigências aplicadas pelo órgão ao funcionamento desses estabelecimentos que, segundo as entidades participantes, são abusivas.

?Como motivos para essa mobilização, temos vários fatores, entre eles a limitação do número de alunos, a 20 por carro, e a exigência, por parte do Detran, do uso de simuladores veiculares, que são equipamentos que ainda não foram nem mesmo especificados pelos órgãos competentes, mas que no entanto são cobrados frequentemente?, disse Francisco Magalhães, presidente do sindicato das autoescolas.

A questão das aulas noturnas também figura entre os pontos de divergência. Segundo o sindicato, as autoescolas locais estão tendo dificuldades para oferecer esse tipo de aulas, tanto pela questão de contratação de pessoal quanto pelo lado da segurança.

?Estão ocorrendo assaltos com nossos alunos e instrutores?, complementou Magalhães. A ideia é colocar, na porta do Detran, a maior quantidade possível de veículos de aprendizagem, incluindo carros, motos, ônibus e até carretas.

?Também há a necessidade da realização de concursos públicos para examinadores do Detran, já que o atendimento atual deixa a desejar?, disse José Gilberto Cardoso, presidente do Sindicato dos Funcionários de Autoescolas do Piauí (Sinfaep) O Estado do Piauí tem cerca de 120 autoescolas.

Estabelecimentos do interior do Estado também devem participar da manifestação programada para a manhã de hoje.

Fonte: Dowglas Lima