Avenida Barão de Castelo Branco tem vazamento há 3 dias

Problema provocou transtornos

Um vazamento na Avenida Barão de Castelo Branco, zona Sul de Teresina, próximo ao balão da Praça das Comunicações, que faz ligação com a Avenida Professor Valter Alencar, derrama água há pelo menos três dias. A água estragada, que derrama sobre a pista, faz falta para muitas comunidades da periferia de Teresina, que não raro reclamam da sua distribuição (ou falta). Na manhã de ontem, equipe da Agespisa estava no local realizando o reparo.

Em frente ao vazamento, o mototaxista Renê Gomes reclama da situação. “A água é um bem precioso que daqui a uns anos vai faltar, com tanto desperdício como esse que estamos vendo há dias”, reclama.

Mas para Renê, não há apenas o desperdício. “Isso é absurdo, sim, porque não é só vazar a água, é porque a Agespisa [Águas e Esgotos do Piauí S/A] destrói as ruas todas quando faz esses serviços, não adiantam nada. A água já está derramando há três dias. Todos deveriam ser mais responsáveis”, complementa o mototaxista.

A lama no chão também atrapalha os pedestres e motoristas. Os pedestres porque se sujam de lama, e vez ou outra levam um banho dos carros que passam em alta velocidade, na parada de ônibus próxima. O trânsito também foi prejudicado, pois uma das pistas precisou ser interditada para o reparo.

Procurada pela reportagem, a assessoria de comunicação da Agespisa encaminhou nota técnica, informando que o vazamento foi detectado no sábado, 27, e no mesmo dia a empresa encaminhou uma equipe ao local para iniciar a correção. O serviço foi retomado ontem (domingo), mas é dificultado pela profundidade da tubulação”.

Fonte: Virgínia Santos e Lucrécio Arrais