Avião muda rota, arremete e causa pesadelo entre SP e Belém dura 30h

Voo da TAM teve duas paradas e confusão; em vídeo, funcionário diz que empresa não opera pousos em Belém em dias chuvosos

Um voo de São Paulo para Belém se transformou em pesadelo para dezenas de passageiros. A viagem durou 30 horas e foi marcada por muita confusão. O embarque foi na quinta-feira (9), às 18h. A viagem, da TAM, tinha duração prevista de três horas e meia. Quando se aproximou do aeroporto de Belém, no entanto, o comandante avisou que não poderia pousar porque a pista estava molhada. O terminal estava liberado pela Infraero para pousos e decolagens. A aeronave seguiu para São Luís, no Maranhão. Lá, os passageiros ficaram duas horas sem conseguir desembarcar.

"Não tinha escada para descer do avião", contou a estudante paraense Betsy Lee Acatauassu, de 21 anos. "O aeroporto estava superlotado. Três voos da TAM que iriam para Belém foram desviados para lá. Não tinha lugar para sentar", completou. Passageiros passaram a madrugada em busca de informações. Às 5h de sexta (10), veio o anúncio de que todos seguiriam para Belém doze horas depois. Um vídeo mostra a revolta na terminal de São Luís.

Um funcionário da TAM tentou acalmar a multidão, mas foi vaiado. "Os voos foram desviados em função de um problema na pista. A Infraero fez um serviço de recapagem e, depois disso, um avião da TAM derrapou, há pouco mais de 15 dias. Após o episódio, pensando na segurança dos senhores, a empresa não faz pousos em Belém quando chove ou quando a pista está molhada", explicou.

Comandante desiste de pousar

Às 17h de sexta-feira, o avião seguiu, finalmente, de São Luís para Belém. Os passageiros, no entanto, foram surpreendidos mais uma vez. Após anunciar que o pouso estava autorizado e iniciar o procedimento de descida, o comandante arremeteu perto da pista. "Foi o momento mais tenso. Muita gente idosa, passando mal. Criança chorando. O piloto disse que a pista estava molhada", contou o estudante Vitor Boaretto.

A aeronave, então, foi desviada para Macapá. Na capital do Amapá, a maioria dos passageiros desembarcou. Revoltados, cerca de 20 pessoas ficaram no avião cobrando explicações da tripulação. Policiais federais foram acionados e tentaram acalmar os ânimos. Um dos agentes entrou na cabine para conversar com o comandante. Depois de muita discussão, o avião seguiu para Belém na noite de sexta-feira. "Todo mundo já estava enlouquecendo. Foi terrível", lembrou Betsy. O pouso na capital paraense foi realizado por volta de meia-noite.

A TAM informou que decidiu não operar no aeroporto internacional de Belém "quando há registro de acúmulo de lâminas d?água ou pista severamente molhada para manter o transporte seguro dos passageiros". A Infraero confirmou que choveu, mas informou que há duas pistas operacionais para pousos e decolagens que não apresentam riscos.

Fonte: Globo.com