Avião tenta pousar três vezes no Recife e vai para Maceió

Ainda de acordo com a Infraero, chovia muito na região no horário do voo

Uma aeronave da Gol enfrentou problemas para pousar no Aeroporto Internacional dos Guararapes, no Recife, na madrugada desta segunda-feira (6). Segundo a Empresa Brasileira de Infra Estrutura Aeroportuária (Infraero), o voo 1348 saiu do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, na noite de domingo (5), e deveria pousar na capital pernambucana às 0h45, com 177 passageiros.

Ainda de acordo com a Infraero, chovia muito na região no horário do voo, mas a empresa informou que o aeroporto permaneceu aberto durante toda a madrugada e que todos os demais voos pousaram e decolaram sem problemas.

De acordo com os passageiros, o voo foi tranquilo até o momento em que o pouso no Recife foi anunciado. Segundo o comandante Jorge Miranda, a torre de controle havia informado que chovia muito, a pista estava escorregadia e muito molhada.

Por duas vezes seguidas, o avião tentou pousar e arremeteu. O piloto, então, avisou aos passageiros que tentaria pousar no aeroporto de Salvador. Alguns minutos depois, o piloto informou que iria para Maceió, onde pousou à 1h20. A aeronave foi abastecida e decolou para Recife outra vez às 2h20.

Ainda segundo os passageiros, cerca de meia hora depois, nova tentativa frustrada de pouso no Recife. O piloto subiu de novo, deu voltas sobre a cidade e decidiu retornar para Maceió, onde os passageiros desembarcaram às 3h40. Todos foram levados para a sala de espera com cartões informando que estavam "em trânsito".

Neste momento, a Gol informou aos passageiros que o voo estava cancelado e que haveria quatro ônibus disponíveis para o Recife a partir das 6h. Por conta das queixas dos passageiros, a companhia aérea mudou os planos e escalou uma tripulação para substituir a anterior. Um grupo de 15 pessoas decidiu ir de ônibus. O novo voo decolou por volta das 6h30 e pousou no Recife às 6h59, segundo a Infraero.

A alegação da empresa aérea apresentada aos passageiros no aeroporto foi de que o mau tempo impediu o pouso no Recife.

Fonte: g1, www.g1.com.br