Baixa adesão das grávidas à vacina contra a gripe A preocupa Ministério da Saúde

Baixa adesão das grávidas à vacina contra a gripe A preocupa Ministério da Saúde

O ministro José Gomes Temporão ressalta que a vacina é segura, afinal mais de 300 milhões de pessoas receberam a imunização em todo o mundo

O Ministério da Saúde faz uma "convocação especial para as gestantes" se vacinarem contra a gripe A (H1N1), popularmente conhecida como suina, pois as grávidas "representam neste ano uma em cada três mortes relacionadas à nova gripe, além corresponderem a mais de 20% dos casos graves".

Até agora, cerca de 50% das 3 milhões de grávidas que devem se vacinar tomaram a dose. No Estado do Ceará o índice é ainda mais baixo, em torno de 39%. Das sete mortes registras no Estado, duas foram de grávidas. Veja no vídeo abaixo.

O ministro José Gomes Temporão ressalta que a vacina é segura, afinal mais de 300 milhões de pessoas receberam a imunização em todo o mundo sem relatos de efeitos adversos graves.

? O comparecimento das gestantes ao posto de vacinação é fundamental para a proteção dessa população. A doença tem demonstrado grande agressividade sobre as grávidas. A melhor forma de prevenção é tomar a vacina.

Até o próximo dia 23, os postos receberão as gestantes, doentes crônicos, crianças de seis meses a menos de dois anos e jovens de 20 a 29 anos.

Fonte: r7