Bancas itinerantes agilizam exames práticos do Detran

As provas práticas são avaliadas seguindo as normas da resolução

Como forma de dar agilidade aos exames práticos de direção veicular, o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI) criou as bancas itinerantes, que viajam pelo interior do Estado. Pouco mais de um ano após a implantação, a medida já beneficiou milhares de pessoas que buscam a 1ª Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

“As bancas itinerantes foram uma forma que o órgão encontrou de agilizar os processos de habilitação. Além de atenderem processos que estavam parados, os mutirões desafogam a capital e proporcionam aos candidatos uma oportunidade de fazer os exames de forma mais prática e rápida em suas cidades”, explica o diretor de habilitação do Detran-PI, Venâncio Cardoso.

As provas realizadas durante a visita das bancas são tanto para a 1ªCNH quanto para adição de novas categorias de habilitação: “A”, “B”, “C”, “D” e “E”. Para ter direito ao teste, o candidato deve obedecer aos requisitos específicos da categoria escolhida e as aulas devem ser realizadas em um Centro de Formação de Condutores (CFC).

As provas práticas são avaliadas seguindo as normas da resolução nº 168, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) de 14 de dezembro de 2004, onde são estabelecidos normas e procedimentos para a formação de condutores de veículos automotores e elétricos, a realização dos exames, a expedição de documentos de habilitação, os cursos de formação, especializados, de reciclagem e dá outras providências.

De acordo com o diretor geral do Detran, Arão Lobão, a medida facilita aos candidatos o acesso aos testes práticos, atendendo todos os municípios onde existem Centros de Formação de Condutores (CFC). “Além de ter facilitado o acesso dos candidatos do interior do Piauí aos testes práticos, antes só realizados em Teresina. A medida otimizou o atendimento e desburocratizou a realização dos testes, que agora atende todos os municípios onde existem CFCs”, declara.

A estudante universitária Manoela Rodrigues, 20 anos, foi uma das candidatas a realizar o teste prático de direção veicular com a banca itinerante em Bom Jesus e foi aprovada. “Fiquei muito feliz com a aprovação e também por fazer o exame na minha cidade, porque meus pais queriam me acompanhar e me deixar mais calma, porque eu estava muito nervosa, se eu tivesse que fazer em Teresina eles não poderiam ir”, conta.

Ao contrário de Manoela, Rodrigo Freitas, 19 anos, não passou no exame prático na primeira tentativa, mas esperou que a banca examinadora voltasse em Corrente para poder tentar de novo. “Eu fiquei muito nervoso a primeira vez e acabei cometendo alguns erros, depois fiquei muito chateado, porque queria logo a minha carteira. Mas o bom é que não tive que viajar duas vezes só para tentar, pude fazer aqui na minha cidade e fui aprovado na segunda tentativa”, afirma o jovem.

Algumas das cidades atendidas pela banca itinerante no ano passado foram Uruçui, Fronteiras, Campo Maior, Batalha, Esperantina, Luzilândia, Barras, Corrente, São Raimundo Nonato, Oeiras e Bom Jesus. Em 2016, o Detran continua seguindo um cronograma de mutirões de exames práticos pelo interior do Estado.

“O objetivo é atender ao maior número possível de candidatos a 1ª CNH ou a mudança de categoria. E garantir mais comodidade aos candidatos que moram no interior do Estado durante esse processo que pode deixá-los tão apreensivos. Fazendo o teste em suas cidades, a ansiedade pode diminuir um pouco e contribuir para um resultado positivo”, defende Venâncio Cardoso.

No início deste ano, o Detran-PI divulgou o cronograma da banca itinerante até o mês de abril. Corrente, Pedro II, Marcolândia, Campo Maior, Bom Jesus e Paulistana foram algumas das cidades visitadas.

O órgão visitará ainda São Raimundo Nonato, do dia 15 a 18 de março, Valença, do dia 29 de março a 1º de abril, Canto do Buriti, de 05 a 08 de abril, Corrente, de 12 a 15 de abril, e Campo Maior, de 26 a 20 de abril.

"O cronograma é montado de acordo com a demanda de cada cidade e das cidades próximas, para atender o maior número de processos possível. A banca viaja durante todo o ano visitando todas as regiões do estado para garantir isso", finaliza o diretor de habilitação.

Fonte: Ascom