Barragem Atalaia vai garantir abastecimento no Sul do Piauí

Vai também garantir o abastecimento animal em períodos de estiagem, salvando da morte boa parte do rebanho



A barragem Atalaia, que o Governo está construindo no município de Sebastião Barros, a mais de 900 quilômetros de Teresina, na região Sul do Piauí, vai resolver em definitivo a questão de abastecimento d?água em várias cidades, entre elas Corrente e Parnaguá, que ficam nas imediações do lago.

Vai também garantir o abastecimento animal em períodos de estiagem, salvando da morte boa parte do rebanho, como reconhece o agropecuarista Hélio Paranaguá, um dos maiores criadores de gado do Estado. ?Em estiagens prolongadas, já morreu muito gado por aqui?, revela ele.

Com capacidade para armazenar 215 milhões de metros cúbicos de água, Atalaia será um dos maiores reservatórios do Estado e fica localizada numa região onde a pecuária é a principal atividade econômica.

A obra deverá ficar pronta no fim de 2014, resultado de um investimento de R$ 60 milhões, recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). ?Estamos em ritmo acelerado e vamos entregar a barragem no prazo estipulado?, garante o engenheiro Lúcio Flávio Gomes.

Lúcio Flávio explica que o maciço da parede, a obra mais importante da barragem, já tem 70% concluído e o sangradouro, 60%. A parede, quando pronta, terá uma altura de 22 metros e 2,5 quilômetros de extensão. A bacia de acúmulo, por sua vez, ocupará uma área de 2,7 mil hectares.

Só na construção do maciço, o movimento de terra já atinge a marca de 1,5 milhão de metros cúbicos e no sangradouro, 1 milhão de metros cúbicos. O movimento de terra por mês é da ordem de 200 mil metros cúbicos. ?Estamos trabalhando com onze escavadeiras, para garantir um ritmo acelerado?, conclui o engenheiro.

Atalaia vai barrar o riacho Riachão e os rios Paraim e Corrente. Na obra trabalham no momento 230 operários, a maior parte recrutada na própria região.

Fonte: CCOM