Batalha do Jenipapo é comemorada com desfiles e entrega de comendas

Batalha do Jenipapo é comemorada com desfiles e entrega de comendas

Em mais um aniversário da Batalha do Jenipapo, houve a entrega da comenda do Mérito Renascença para personalidades

A Batalha do Jenipapo é comemorada como um marco da coragem e força do povo do Piauí que com o seu sangue, suor e convicção decidiu que a liberdade era a melhor de todas as escolhas. Este ano, o evento que acontece em Campo Maior há 190 anos ficou marcado por desfiles, entrega de comendas e a realização de peça teatral que retrata a data histórica.

"É o retrato de uma luta onde Fidié, que planejava acabar com um levante em Oeiras, acabou tendo como obstáculo os camponeses do Piauí, Maranhão e do Ceará que lutaram às margens do Jenipapo pela independência, aqui em Campo Maior", informou a historiadora Rosalba Moraes, declarando ainda que "perdemos a batalha, mas vencemos a guerra pela independência".

Em mais um aniversário da Batalha do Jenipapo, houve a entrega da comenda do Mérito Renascença para personalidades que contribuíram ou contribuem para o crescimento e valorização do Piauí. A Ordem Estadual do Mérito Renascença do Piauí é uma láurea destinada a agraciar personalidades e entidades nacionais e estrangeiras que, por relevantes serviços prestados ao estado do Piauí, tenham se tornado dignas da gratidão, admiração e reconhecimento do povo e do Governo piauiense. Em 2013, 47 pessoas foram agraciadas.

A solenidade contou ainda com Desfile Militar. Segundo o governador Wilson Martins, o passado fortalece a luta de hoje. " É uma data para homenagear as pessoas que lutaram pela causa da Independência do país. Um exemplo de convicção que esses homens e mulheres nos legaram em sua luta pela liberdade da nossa terra ", afirmou.

O evento terminou com a realização de uma peça que conta um pouco da história do confronto, que segundo o escritor João Alves, teve mais de 400 mortos brasileiros. Aliás, a peça este ano ganhou destaque porque foi encenada em cima do musical "Os Miseráveis".

"Contamos essa história pelos olhos do povo de Campo Maior, com figuras históricas, relatando a história do ponto de vista do vaqueiro, do comerciante e das lavadeiras", informou o diretor Franklin Pires.





















Fonte: Ricardo Moura Fé