Bebê é abandona em um sacola com zíper e coberto de formigas em Teresina

O caso será levado à juíza da Infância e da Juventude de Teresina, Maria Luiza de Moura Mello e Freitas.

Por: Efrém Ribeiro

Um bebê do sexo masculino foi encontrado na manhã de sábado por populares em um matagal no bairro Piçarreira, na zona Leste de Teresina. O bebê de um dia foi levado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA). O bebê estava roxo e tremendo de frio. Seu estado de saúde é grave e foi encaminhado para a Maternidade Dona Evangelina Rosa, no bairro Ilhotas, na zona Sul de Teresina.

A dona de casa Ednólia de Sousa Cruz, de 41 anos, levou o bebê para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, no bairro Redenção, na zona Sul da capital. Ela disse que o bebê foi encontrado pela nora, que está grávida de oito meses. Ednólia de Sousa Cruz falou que o bebê foi achado dentro de uma bolsa, enrolando em um saco plástico e repleto de formigas.

"Ele estava dentro de uma bolsa com o ziper fechado. Minha nora ouviu o choro e pensou que fosse um gato. No segundo choro, descobriu que era um bebê. Ela abriu a sacola e viu que ele estava coberto de formigas", disse a dona de casa.

O conselheiro tutelar da Criança e do Adolescente Djan Moreira disse que os procedimentos legais serão tomados e o bebê será encaminhado para uma casa de acolhimento. O caso será levado à juíza da Infância e da Juventude de Teresina, Maria Luiza de Moura Mello e Freitas.

"Neste caso, como a criança foi deixada em um matagal, dividindo espaço com porcos, cachorros e sofrendo com a chuva, fica caracterizado o abandono de incapaz. Isso é crime, segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente", disse Djan Moreira.

Fonte: Efrém Ribeiro