Beto Barbosa acusa advogada de furto e nega agressão

Beto Barbosa acusa advogada de furto e nega agressão

Cantor registrou ocorrência em delegacia da Zona Sul de São Paulo.

O cantor Beto Barbosa, de 57 anos, acusa uma mulher de ter furtado seu carro e invadido seu apartamento em São Paulo durante a madrugada desta quinta-feira (8). Ele afirma ainda ter sentido falta de R$ 1.500 que teriam sido levados de sua residência. Por volta das 8h30, ele estava no 27º DP, no Campo Belo, na Zona Sul, para registrar a ocorrência.

Beto Barbosa disse que a mulher, que seria uma advogada de cerca de 30 anos, estava hospedada em seu apartamento, em Moema. Ele não informou há quanto tempo a conhecia.

Na noite desta quarta-feira (7), Beto e a suposta advogada saíram para jantar no restaurante Vila Conte, no Hotel Mercure, em Moema. Em seguida, decidiram ir a uma boate, no mesmo bairro. Beto deixou o carro no hotel e foi para a balada de táxi.

Na boate, Beto afirma ter ficado com outra mulher e não viu mais a advogada. Ao voltar ao hotel, foi informado pelos garagistas que duas mulheres loiras haviam levado seu carro, um Volvo XC60.

Em seguida, a suposta advogada e uma outra mulher chegaram ao hotel com malas para se hospedar. O cantor afirma que perguntou como elas haviam conseguido pegar as malas em seu apartamento. Neste momento, Beto segurou a bagagem. Ele nega que as tenha agredido.

?Eu fui para uma boate, encontrei uma namorada, fiquei com ela e essa outra mulher [a advogada] sumiu. Quando voltei para o hotel, meu carro não estava lá e eu vi essa moça com a mala, e ela não soube explicar como entrou no meu apartamento, sendo que só eu tenho a chave. Eu não as agredi, apenas segurei a mala dela e chamei a polícia?, disse o cantor. Segundo ele, as imagens de câmeras de segurança do hotel podem confirmar sua versão.

Em seguida, Beto Barbosa acionou a Polícia Militar, às 4h37 - a ligação para o telefone 190 está registrada em seu celular. Ele voltou ao seu apartamento acompanhado de PMs e encontrou a porta do imóvel aberta ? a versão foi confirmada pelos policiais.

?Eu acuso essa advogada de ter pego meu carro sem autorização, o que é furto, e de ter entrado no meu apartamento sem autorização, o que é invasão?, afirmou Beto. Ele conta ainda que sentiu falta de R$ 1.500 que estavam em sua residência.

Segundo policiais civis, o caso foi registrado como violação de domicílio, no qual Beto Barbosa consta como vítima. As mulheres teriam confirmado à polícia que pegaram o carro do cantor e entraram no apartamento dele sem autorização. Entretanto, elas alegaram que foram agredidas por Beto Barbosa.

As duas mulheres deverão passar por exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal nesta quinta-feira, a pedido da Polícia Civil. Até as 9h, o G1 não havia conseguido ouvi-las - elas ainda prestavam depoimento no 27º DP.

Outra confusão

Em 2010, uma produtora do show do cantor sertanejo Luan Santana acusou Beto Barbosa de agredi-la em Belém. Na época, a Polícia Civil informou que um boletim de ocorrência foi registrado contra Barbosa por injúria e agressão. O caso teria ocorrido em frente ao hotel em que estavam hospedados Luan Santana e sua equipe.

Fonte: G1