Blitz chama atenção para o uso de preservativos no combate a DSTs

A prevalência das DSTs tem aumentado consideravelmente

O uso de preservativos ainda é o principal meio de se prevenir contra doenças sexualmente transmissíveis. E para incentivar essa prática a Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) está promovendo a campanha "Blitz do Amor - Quem ama, usa preservativos", com atividades relacionadas às festas juninas e, principalmente, ao Dia dos Namorados.

A mobilização teve início nessa quarta-feira (10), na Faculdade de Medicina da Universidade Estadual do Piauí (Facime), onde foram realizados aconselhamentos em DST/AIDS, testes rápidos para HIV, sífilis e hepatites, disponibilização de insumos de prevenção, como: preservativos e gel lubrificante. A Blitz do Amor seguirá até esta sexta-feira (12).

Para Karina Amorim, coordenadora de Doenças Transmissíveis da Sesapi, a campanha Blitz do Amor foi pensada para que a sociedade possa refletir sobre as consequências do não uso de preservativos.

"Esse tema é no sentido de parar para pensar sobre o uso de preservativos. É se cuidar, em primeiro lugar, porque você é o responsável por sua saúde. E se você ama alguém, você deve cuidar dessa pessoa também. Só que para a gente cuidar, temos que estar saudável.

E essa é a nossa preocupação. Com a Blitz do Amor, estamos dando esse recado, aos casais, que existe insumo de prevenção disponível e gratuita", explica.

Segundo Karina Amorim, para a aquisição de doenças sexualmente transmissíveis não existem mais grupos que apresentam riscos maiores em relação aos outros. "Todos nós somos vulneráveis e temos que abrir os olhos, tomar cuidado e fazer o teste para saber o diagnóstico", destaca.

A prevalência das DSTs tem aumentado consideravelmente no país e no Piauí não é diferente, onde tem tido um crescimento considerável de notificações compulsórias, tanto da sífilis quanto do HIV, é o que aponta a Sesapi. Informa ainda que os casos de DSTs são frequentemente notificados no público jovem.

"A gente vem observando que as maiores ocorrências das DSTs é na população sexualmente ativa e o que a gente também vê associado a isso é a precocidade para o início das atividades sexuais. E é pensando nisso que a gente tem chamado atenção em locais estratégicos, escolas de nível médio e universidades", esclarece Karina Amorim.

A campanha Blitz do Amor segue nesta quinta-feira, 11, na Unidade Escolar Domício Magalhães de Melo, no bairro Promora, e encerra na sexta-feira (12), no Salão do Livro do Piauí (Salipi), fazendo os devidos atendimentos e distribuindo preservativos.

Fonte: Virgínia Santos e Márcia Gabriele