Blitz de fiscalização da Ciptran serão intensificadas no trânsito

O valor da multa para a infração gravíssima é R$191,54.

Os dados são comparados com o primeiro semestre do ano passado, quando foram registradas 8.803 notificações de infrações de trânsito. A redução se estende ainda ao número de acidentes com vítimas na capital. Foram 621 no primeiro semestre de 2014 e 423 nos primeiros seis meses deste ano, resultando numa diminuição de 32%.

Nas ações de fiscalização realizadas em parceria com o Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran), as infrações mais incidentes do período foram, conduzir motocicleta sem capacete ou sem acessório de segurança, dirigir veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e conduzir veículo não registrado ou devidamente licenciado, uso do celular ao volante e dirigir sem uso do cinto de segurança.

Andréia Monteiro, relações públicas do Ciptran, afirma que a redução é resultado de um trabalho constante de fiscalização e educação no trânsito.

Image title


"As operações acontecem semanalmente, de quarta a sábado, das 21h às 2h", coloca ao frisar que 18 policiais em viaturas e motocicletas e 6 agentes do Detran.

"Além das blitzen, existe o trabalho educativo, que tem o intuito de conscientizar a população, com orientações de que proibido avançar o sinal vermelho, ultrapassar a velocidade permitida, dentre outras", acrescenta Andréia.

Para continuar estimulando a redução de acidentes e infrações, o Ciptran e o Detran intensificarão as blitze de fiscalização na capital. As operações serão reforçadas na semana do trânsito, a ser realizada em setembro e até o final do ano, com foco nos feriados.

"As pessoas devem andar atentas e cientes de que existe fiscalização. Mas o mais importante é se prevenir", finaliza Andréia Monteiro. O valor da multa para a infração gravíssima é R$191,54, para a grave é de R$127,69, média R$85,13 e leve de R$53,20, além do acréscimo de pontos a CNH.

Fonte: Aline Damasceno