Bombeiro salva criança de 1 ano que havia se engasgado com instruções por telefone

A vitalidade de Ana Cristina mostrava que os momentos de aflição já tinham sido superados

A calma de um bombeiro que deu instruções por telefone ajudou a salvar uma criança de 1 ano e 7 meses que havia se engasgado com comida e desmaiado em Bauru, a 329 km de São Paulo. A menina chegou a ficar 20 minutos desacordada.

Após o susto no sábado (6), a vitalidade de Ana Cristina mostrava que os momentos de aflição já tinham sido superados. Foi com um aparelho celular que uma prima da menina ligou para o Corpo de Bombeiros. Com as orientações passadas por telefone foi possível reanimar a criança.

Bombeiro: O que ?tá? acontecendo?

Mulher: Uma criança afogou, desmaiou; a gente não consegue fazer ela acordar.

Bombeiro:Vira ela de bruços, para baixo, e bate nas costinhas dela.

Mulher: Como?

Bombeiro:Nas costas dela. Bate nas costas. Põe de boca pra baixo e bate nas costinhas

Mulher: Deixa ela de boca pra baixo. Boca pra baixo Vira. ?Tá? ?virado? de cabeça pra baixo e ?tá? batendo nas costas

Bombeiro: Isso. Bate umas duas, três vezes.

Mulher: Umas duas, três vezes. Ela não acorda.

Bombeiro: Vira ela de boca pra baixo.

Mulher: Vira ela de boca pra baixo...

Bombeiro:E bate nas costinhas dela.

Mulher: ... e bate nas costas. Fica com ela pra baixo.

Bombeiro: E aí? Nada ainda?

Mulher: Nada, nada...

Bombeiro: Pega a boca e o nariz e chupa.

Mulher: Pega a boca e o nariz e chupa.

Bombeiro: Aí vira ela de boca pra baixo. Agora bate nas costinhas de novo

Mulher: ... e bate de novo nas costas. Ela ?tá? voltando...

Bombeiro: Aí, ?ta? vendo? Conseguiu desengasgar.

Mulher: ?Tá? chorando.

Bombeiro: Então, agora você tem que ter calma que eu vou mandar o resgate aí.

O bombeiro que ajudou a salvara menina foi visitá-la depois da recuperação. ?A vida não tem preço, principalmente a de uma criança, é muito gratificante?, disse o cabo Carlos Alberto Silva. ?Quero agradecê-lo e pedir que Deus sempre esteja do lado dele?, afirmou a mãe da menina. Marcial Gonçalo.

Fonte: g1, www.g1.com.br