Bombeiros combatem incêndios e ja realizaram 3.186 vistorias em empresas neste ano

O trabalho é dividido por regiões e cada supervisor visita, em média, dez estabelecimentos por dia.

Atestar a segurança de estabelecimentos comerciais: esta é a missão dos doze profissionais dedicados prioritariamente ao setor de vistoria do Corpo de Bombeiros. Em 2010, segundo o diretor de engenharia da corporação, tenente-coronel Kleber Moraes, já foram realizadas 3.186 vistorias.

?Como os processos só podem ser realizados em dias úteis, os nossos servidores estão dedicados, exclusivamente, a este trabalho durante a semana. Caso haja demanda para combater incêndios no sábado e domingo os militares estão sempre alerta para contribuir com a segurança?, diz.

O trabalho é dividido por regiões e cada supervisor visita, em média, dez estabelecimentos por dia. ?A demanda é muito grande. Além do trabalho de visitas no local, realizamos análises internas, que em 2010 somam 506 processos?, explica o tenente-coronel Kleber.

A vistoria dos Bombeiros é obrigatória para a abertura de qualquer estabelecimento comercial. O atestado de segurança tem validade de um ano e deve ser renovado periodicamente.

Combate a incêndios é realizado de forma organizada

Com a chegada do clima seco no Piauí, o Corpo de Bombeiro registrou aumento nos casos de incêndio superior a 400% de junho para agosto. As informações são do chefe de operações da Companhia, Tenente Chagas Martins, que pede, ainda, que a população redobre a atenção durante o período do B-R-O-BRÓ para evitar o início das chamas.

?Registramos 46 casos de incêndios no primeiro semestre. Em julho, os números subiram para 93 e em agosto chegamos a registrar 200 ocorrências. A grande maioria das chamas inicia através de fagulhas simples, como um cigarro descartado sem ser apagado. A população tem que estar atenta para evitar o início de focos?, explica.

A companhia possui quatro quartéis em todo Estado (Picos, Parnaíba, Floriano e Teresina) e deve inaugurar, em breve, uma nova unidade em São Raimundo Nonato. Municípios que não possuem Bombeiros são atendidos pela Comissão de Defesa Civil, que recorre à unidade da capital quando o caso necessita de mais contingente para o controle.

?Realizamos um concurso recentemente e estamos com 40 servidores em treinamento. Assim que os profissionais terminarem o curso de formação devem assumir cargos, principalmente, no interior. Logo, estaremos lutando, também, para a implantação de quartéis nas cidade de Campo Maior e Piripiri?, informa Tenente Martins.

A instituição possui 296 servidores concursados dedicados ao combate de incêndios e, também, às vistorias das condições de seguranças de empresas, indústrias e comércio. Com estrutura de quatro viaturas, uma plataforma de salvamento, uma ambulância, um carro de salvamento e cinco carros de apoio, apenas na unidade de Teresina, a corporação tem realizado, em média, 60 atendimentos por mês.

Fonte: Assessoria