Bombeiros de Floriano e Picos recebem equipamentos de proteção

A nova vestimenta possui capacidade de suportar até 400°C

O Corpo de Bombeiros dos municípios de Floriano e Picos recebeu o restante dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Agora, todos os militares do interior do estado estão equipados com a vestimenta, que possui capacidade de suportar até 400°C de radiação. O material permite a ampliação do trabalho dos bombeiros e maior possibilidade de salvaguardar a corporação e as vítimas.

O equipamento de combate a incêndios é confeccionado com polímeros, mesmo material utilizado em coletes balísticos. Cada um custa, em média, R$ 7 mil. “São capacetes, japonas, calças e luvas que permitem que os bombeiros se aproximem bem mais do fogo. O próximo passo é equipar os demais bombeiros da capital. Oitenta por cento já recebeu as vestimentas”, afirma o comandante do Corpo de Bombeiros do Piauí, cel. Carlos Frederico.

Os EPIs foram entregues, nessa segunda-feira (08), junto a novos pares de coturnos. A equipe do município de Parnaíba também já foi contemplada com 36 conjuntos de equipamento de proteção, orçados em R$ 252 mil. Os bombeiros, tanto da capital quanto do interior, ainda receberão novos uniformes.

Corpo de Bombeiros do Piauí

O Corpo de Bombeiros Militar do Piauí foi criado em 1944, por meio do decreto lei n° 808, de 18 de julho, como uma Seção de Bombeiros da Força Policial do Piauí, atual Polícia Militar. A força conta hoje com 321 bombeiros divididos entre quatro unidades em Floriano, Parnaíba, Picos e Teresina.

A força realiza, no momento, um curso de formação na Academia de Polícia Civil do Estado do Piauí (Acadepol), na zona Sul de Teresina, para novos 50 bombeiros aprovados no último concurso. Eles participam da formação iniciada em março de 2016. Além dos praças, dez aspirantes a oficiais aprovados no último certame participam de formação na Academia e Ensino Bombeiro Militar do Estado de Goiás.

Fonte: Ascom