Bombeiros do Brasil vão ajudar a procurar economista desaparecido

Ele desapareceu no dia 17 de julho, numa escalada ao Monte Mulanje, no Maláui.

O Corpo de Bombeiros do Rio apresentou na manhã deste sábado (1º ), os 11 homens que irão à África, na próxima segunda-feira (3), ajudar no resgate do economista Gabriel Buchmann. Ele desapareceu no dia 17 de julho, numa escalada ao Monte Mulanje, no Maláui.

Em entrevista a Rádio CBN, na manhã deste sábado (1º), o tenente-coronel Alex de Almeida Borges disse que os quatro oficiais e sete soldados que vão ajudar a procurar o economista são bastante experientes. Eles vão levar equipamentos especiais para resgate na montanha

?São homens experientes no resgate em montanhas. Eles já escalaram em montes mais altos, de cinco mil a seis mil metros de altura. Também já estiveram na África, escalando em Uganda, Quênia e Tanzânia", disse o tenente-coronel, acrescentando que a equipe não tem data prevista para retornar ao Brasil.

Namorada viajou para a África

?Aqui me sinto mais próxima dele?. É assim que Cristina Reis, namorada de Gabriel, descreveu sua disposição ao chegar ao Maláui.

Ela viajou para a África na quarta-feira (29) onde acompanha de perto as buscas por Gabriel. ?Sou mais útil aqui. Sou um canal de transmissão de informação e de forças?, contou Cristina, por celular, ao G1.

Segundo ela, a equipe de canadenses que auxilia nas buscas está explorando a parte de cima do monte. ?Eles são extremamente bem preparados. Nesse momento estão explorando áreas complicadas e altas do monte?, disse.

Doações através da internet

Foi através da internet que amigos e parentes do economista encontraram uma forma de ajudar nas buscas. Com espaço para doações e notícias, o blog ?Ajude Gabriel Buchmann? já atraiu mais de 200 colaboradores.

Amigo de Gabriel e um dos responsáveis pelo blog, o economista Felippe Ramos da Cás, de 28 anos, disse que a página da internet serve também para arrecadar fundos para pagar os gastos com os voluntários que, na África, ajudam no resgate.

Além do blog, Felippe contou que os amigos também criaram um e-mail ([email protected]) e um perfil no Twitter. Ele acredita que campanhas como esta reforçam a divulgação e a imagem do amigo, que tinha a intenção de conhecer o mundo através de suas belezas, suas dores, a pobreza e a injustiça dos homens contra a natureza.

Economista viajava desde julho de 2008

Gabriel Buchmann viajava desde julho do ano passado. Ele percorreu 26 países da Ásia, África e o Oriente Médio como preparativo para um doutorado sobre políticas públicas de apoio a populações pobres. Antes de subir o monte Mulanje, Gabriel entrou em contato com a mãe.

?Foi por e-mail. Falou: ?mamãe, estou terminando a viagem, estou indo para o Maláui. Vou já providenciar minha passagem Joanesburgo/Amsterdam para estar no Brasil no dia 28??, conta a mãe do jovem.

Fonte: g1, www.g1.com.br