Bombeiros: Litoral tem 59 resgates e duas mortes no PI

Bombeiros: Litoral tem 59 resgates e duas mortes no PI

Os períodos em que é registrado a maior quantidade de afogamentos no litoral são aqueles em que ocorre o maior fluxo de turistas.

Geralmente os períodos festivos e de férias costumam registrar grande fluxo de turistas no litoral do Piauí, e com o aumento no número de banhistas o Corpo de Bombeiros costuma reforçar o efetivo para evitar os casos de afogamento. De acordo com o coronel Manuel Bezerra, comandante geral do Corpo de Bombeiros do Piauí, durante as festas de fim de ano e até o início do mês de fevereiro o efetivo do 2º Batalhão de Parnaíba está sendo reforçado por uma equipe de Teresina.

O coronel informa que até o presente momento a corporação efetuou cerca de 59 salvamentos de banhistas, mas que, infelizmente, ocorreram duas mortes por afogamento, um na praia Peito de Moça e um na praia do Macapá. Os períodos em que é registrado a maior quantidade de afogamentos no litoral

são aqueles em que ocorre o maior fluxo de turistas. ?Fim de ano, férias, carnaval, feriados prolongados, geralmente nesses períodos o comandante do Batalhão de Parnaíba solicita o reforço do efetivo para a atuação nas praias?, informa o coronel.

Nesse fim de ano foram enviados 12 militares de Teresina para se incorporar à equipe atuante no litoral,

chegando-se ao total de 52 bombeiros que realizaram as operações de orientação, sinalização e salvamento nas praias. De acordo com o soldado bombeiro Danilo Castro, que atua no 2º Batalhão da

Corporação, em Parnaíba, as equipes são divididas para atender as praias e lagoas de Parnaíba e Luís

Correia. ?O reforço que vem de Teresina fica responsável pelo atendimento nas praias de Luís Correia e

Cajueiro da Praia, já a equipe de Parnaíba atua na praia da Pedra do Sal e na lagoa do Portinho?, afirma

Danilo.

O coronel Manuel Bezerra explica que todos os bombeiros da corporação são treinados para a atuação nos casos de salvamento e que todos os soldados destacados para atuarem no litoral viajaram com os equipamentos necessários e com as diárias já depositadas. As equipes de salvamento contaram neste fim de ano com o reforço de dois jet-skis que foram adquiridos recentemente pelo Governo do Estado. ?A maioria das ocorrências são com turistas. As pessoas devem se informar sobre quais os pontos mais

perigosos, para assim evitálos?, conta Danilo.

Fonte: Juarez Oliveira - Jornal Meio Norte