Bombeiros tentam levar barco às margens do lago Paranoá no DF

No domingo (29), mergulhadores retiraram mais peso da embarcação, para aliviar o peso do veículo que estava fincado a 17 metros de profundidade.

O Corpo de Bombeiros tenta desde as 7h desta segunda-feira (30) rebocar até as margens do lago Paranoá, na capital federal, o barco "Imagination" naufragado há sete dias. A embarcação levava mais de cem pessoas, e nove morreram no acidente. Se a iniciativa funcionar, após dias de dificuldades, o trabalho da perícia policial começará ainda hoje.

Balões de flutuação com capacidade de erguer 12 toneladas estão sendo usados para mover o barco desde quinta-feira (26), um dia depois de ser encontrado o último corpo no lago. Um rebocador privado tenta o resgate puxando a embarcação pelo casco. O barco está a 200 metros da margem e já foi movido por 100 metros.

Essa remoção parcial, no entanto, já dificulta a possibilidade de usar os balões de flutuação, de acordo com os bombeiros. Com a aproximação da margem e a profundidade menor, o instrumento é menos eficiente para erguer a embarcação.

No domingo (29), mergulhadores retiraram mais peso da embarcação, para aliviar o peso do veículo que estava fincado a 17 metros de profundidade. Agora ele está a 8 metros. Dentro do ?Imagination? havia sofás, aparelhos de som e cadeiras, exigindo cuidado redobrado dos bombeiros para evitar um afundamento maior do barco.

Três metros da proa do barco já estão visíveis. O içamento completo, que estava previsto para o sábado (28), foi atrasado pela colisão de uma lancha particular em duas boias de localização. Ninguém se feriu nesse acidente.

Fonte: Folha.com