Mãe entrega filho à polícia por temer que ele seja homem bomba

Mãe entrega filho à polícia por temer que ele seja homem bomba

Thomas Evans, de 24 anos, luta pela organização terrorista Al-Shabab


Britânica entrega filho islâmico à polícia com medo de que ele se torne um homem bomba

Uma mulher britânica afirmou no último domingo (1º) que preferia ver seu filho preso do que lutando pelo grupo terrorista Al-Shabab na Somália. Sally Evans disse que seu filho Thomas Evans se converteu ao Islamismo aos 19 anos, em uma viagem ao país.

Depois de se concentrar na guerra santa, a Jihad, a mãe de Evans teme que o filho se transforme em um homem-bomba e por isso, revelou à polícia britânica todas as atividades do rapaz.

Evans, que agora é conhecido como Abdul Hakim, passou a se dedicar à religião islâmica depois do fim do relacionamento com a última namorada. A mãe conta que o rapaz fez isso para não entrar em depressão. Depois de se converter, Evans se empenhou para converter a mãe e o irmão, sem sucesso.

A mãe conta que ele deixou a barba crescer e raspou a cabeça, para se identificar como um verdadeiro seguidor da religião. Em entrevista ao tabloide britânico Daily Mail, a mãe contou que o rapaz também parou de comer os alimentos que a mãe preparava, com medo de que estivessem contaminados.

Em 2011, Evans mudou-se para o Egito para estudar árabe, e que nos contatos telefônicos, ele diz que está bem e que participa da organização considera terrorista.

Durante a entrevista de Sally ao jornal Sunday Times, ela disse que entrega todo o conteúdo que o filho compartilha à polícia, porque tem medo de que ele se transforme em um homem-bomba, matando inocentes.

"Eu prefiro ter Thomas vivo atrás das grades do que morto no meio do nada".

Sally diz ainda que não conhece nenhum dos amigos de Evans.

Fonte: r7