Buraco atrapalha trânsito na Avenida Maranhão, na zona Sul de THE

À noite se torna pior pela falta de iluminação pública na avenida

Os condutores de Teresina têm reclamado de um buraco no asfalto, no centro da via na Avenida Maranhão, localizada na região central da capital, o que os obrigam a desviar, para evitar danos nos veículos e até acidentes.


Image title

O buraco foi causado pela quebra da tampa de rede de esgoto da Agespisa na via, o que dificultou o recapeamento do asfalto, tornando o trecho montanhoso. À noite se torna pior pela falta de iluminação pública na avenida.

Um motorista que não quer se identificar chegou a presenciar um acidente por conta do buraco e teme que o pior aconteça. “Eu passo aqui todos os dias. E vejo o perigo que enfrentamos aqui. Inclusive, no último sábado à noite, ajudei a socorrer um motoqueiro que passava por aqui. Ele não viu o buraco, caiu e ainda quebrou o braço, isso porque à noite aqui é muito escuro. Se não ajeitarem isso aqui vai acontecer coisa pior”, afirma o motorista que mora em Timon/MA.

Para o motoqueiro Adson Lima, o buraco já existe há mais de dois meses. “Olha o perigo para uma avenida movimentada como é a Maranhão. Os riscos de acidentes, com esse buraco, com certeza, aumentam, até por que tem muitos motoristas imprudentes”, ressalta.

Em nota, a Agespisa informa que vai encaminhar uma equipe à Avenida Maranhão, no centro de Teresina, para verificar a situação da tampa do sistema de esgoto no local e tomar as providências necessárias. Informa ainda que fará o ressarcimento de todas as despesas decorrentes de acidentes, se for comprovada a responsabilidade da empresa.

A orientação que a Agespisa faz é que o motorista acidentado no trecho apresente requerimento à direção da Agespisa, com o Boletim de Ocorrência, fotos do local do acidente e, se possível, documento com resultado da perícia da Strans (Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito).

Quanto à iluminação pública, Davimar Holanda, coordenador Semduh, garante que uma equipe fará uma vistoria em toda a Avenida Maranhão, para que sejam feitos os devidos reajustes.

Fonte: Virgínia Santos e Marcia Gabriele