Burocracia é principal motivo de atrasos na construção civil

No estudo, constatou que a burocracia além de atrasar a entrega dos imóveis, encarecem os custos da construção em 12%

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (01/07) DO JORNAL MEIO NORTE

Segundo levantamento feito pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) , no qual estudou os motivos para o atraso na entrega dos imóveis no Brasil, apontou a burocracia como principal motivo para o atraso. No Piauí, a má qualidade dos serviços redes de ligação também são apontados pelo Sindicato Ind Construção Civil.

No estudo, constatou que a burocracia além de atrasar a entrega dos imóveis, encarecem os custos da construção em 12%, equivalendo a R$ 18 milhões. A demora para as autorizações costumam demorar meses nos cartórios e prefeituras, fazendo com que a obra não comece ou fique parada, dos cinco anos que o imóvel demora para ser financiado e sair do papel, dois anos são por conta da lentidão da administração pública. "A burocracia é o maior problema do Brasil, por isso a construção civil não está evoluindo com a mesma velocidade da demanda brasileira. A demora encarece os custos da casa própria, tanto para a construtora quanto para o proprietário", explica o presidente do Sindicato Ind Construção Civil (Sinduscon), Andre Baia.

O diretor da Sinduscon, José Luis Fortes afirma que que além da burocracia dos cartórios e prefeitura, no Piaui outros fatores acabam atrasando a entrega dos imóveis e encarecendo os custos da obra. "Os serviços de redes de ligação no Piaui como abastecimento de água e energia elétrica são de baixa qualidade, fazendo com que nossas obras demorem mais tempo para serem terminadas, a falta de mão de obra qualificada no estado, os períodos de chuva intensa e a demora na chegada da matéria prima.

Fonte: Rhauan Macedo