Pesquisa: Cai em 57% o número de incêndios registrados no Piauí

Pesquisa: Cai em 57% o número de incêndios registrados no Piauí

No mesmo per íodo de 2011, esse número caiu para 9.046 incêndios, o que representa um percentual de 57% em relação a 2010

No ano passado, o satélite Aqua UMD Tarde do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais registrou 15.631 incêndios do Piauí de janeiro a outubro. No mesmo período de 2011, esse número caiu para 9.046 incêndios, o que representa um percentual de 57% em relação a 2010.

A notícia é boa e pode estar relacionada às chuvas ocorridas nos meses mais quentes do ano. Segundo Francisco Celso de Medeiros, coordenador estadual de prev-fogo, os incêndios acontecem por causa da atividade agrícola mal orientada ou do clima. ?Se tiver chuva, os índices tendem a diminuir?, afirma Celso.

O monitoramento de incêndios é feito em tempo real pelo Ibama, através do satélite. E para reduzir os números, equipes do órgão atuam no trabalho de prevenção com palestras para os agricultores, em assentamentos e nos sindicatos.

No Piauí, os municípios de Corrente, Bom Jesus, Alvorada do Gurgueia, Canto do Buriti, Baixa Grande do Ribeiro e Piracuruca foram os lugares onde houve maior índice de foco de calor. A área compreende uma grande extensão de cerrado, caatinga e reservas ecológicas.

Por isso, o Ibama mantém brigadas específicas para esses municípios. No momento em que o Jornal Meio Norte produzia essa matéria, o site do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais registrava 66 focos de incêndio no Estado do Piauí.

Fonte: Nayara Felizardo