Camarote despenca em show de Jammil e deixa 13 pessoas feridas

Segundo a PM o vocalista e mais 12 pessoas se feriram

Parte da estrutura do bloco Zuera se rompeu durante o show da banda Jammil e Uma Noites em Miracema do Tocantins. O acidente aconteceu por volta das 2h da madrugada deste sábado (19). No município acontece o Miracaxi, uma das maiores micaretas do estado. Segundo a Polícia Militar, com a queda, 13 pessoas se machucaram.

Segundo testemunhas, a banda Jammil e Uma Noites estava se apresentando quando o vocalista Levi Lima desceu do trio elétrico, subiu no camarote e começou a pular junto com os foliões. A estrutura não suportou e parte do camarote rompeu. A Polícia Militar confirmou a versão da testemunha.

Ainda de acordo com a polícia 13 pessoas, incluindo o cantor da banda, se feriram. Destas, seis foram atendidas no hospital do município. De acordo com a PM outras seis tiveram lesões leves e não quiseram esperar atendimento. A PM informou que no local havia ambulâncias, segurança e médicos.

A Secretaria de Saúde do Tocantins foi contatada, mas ainda não informou sobre o estado de saúde das vítimas. Por telefone, um dos organizadores do bloco, Tiago Braz Afonso de Oliveira, disse que um médico e um advogado acompanharam as vítimas no hospital e que das seis que foram atendidas, duas tiveram lesões mais graves. "Uma moça teve um corte na barriga e um rapaz, uma fratura na perna, mas os dois já receberam alta".

A assessoria de comunicação da banda informou que o cantor torceu o tornozelo, foi atendido no local e passa bem. A assessoria confirmou o show da banda em Salvador, neste sábado. Em uma rede social, o vocalista postou uma mensagem sobre o acidente "[...] fui no camarote no show de hoje que acabou desabando com a gente lá em cima. Foi um grande susto mas graças a Deus ninguém se machucou gravemente. Apenas torci o tornozelo [...]"

A Prefeitura de Miracema do Tocantins, através da assessoria de comunicação, lamentou o acidente e ressaltou que o bloco é particular e não é administrado pela gestão municipal. "A prefeitura esclarece que para a liberação dos blocos particulares, no circuito da festa, é exigido e realizado vistoria do Corpo de Bombeiros e que os proprietários precisam apresentar a documentação para sua liberação".

Ainda de acordo com a prefeitura equipes do município e do Corpo de Bombeiros fizeram vistoria na estrutura. O município informou que a estrutura já foi liberada e que a festa continua normalmente neste sábado (19).

O organizador do bloco disse ainda que apresentou todos os alvarás para o funcionamento da estrutura. "Depois do que aconteceu nós reforçamos a estrutura, o Corpo de Bombeiros emitiu uma nova licença e o camarote vai funcionar normalmente hoje", disse.

Oliveira argumentou ainda que o camarote comporta mais de 1300 pessoas e tinha 800 no momento do acidente. "O que aconteceu foi que o cantor subiu no camarote e quase todas as pessoas que estavam espalhadas se concentraram no mesmo local". Ele explicou que as pessoas que se sentiram lesadas pediram o dinheiro de volta. "Três pessoas pediram para que devolvêssemos o dinheiro e devolvemos".

Segundo a PM, no total, 12 mil pessoas participavam da micareta no momento do acidente.



Fonte: G1 Globo