Câmera de segurança mostra suspeito de pôr bomba dentro de carro em Nova York

Câmera de segurança mostra suspeito de pôr bomba dentro de carro em Nova York

Um possível suspeito aparece trocando de blusa após se afastar do carro.

Foram divulgadas neste domingo (2) as primeiras imagens analisadas pelo departamento de polícia de Nova York que podem indicar pistas do responsável pelo carro-bomba abandonado na região da Times Square na noite de sábado.

Na sequência de imagens feitas por uma câmera de segurança, um possível suspeito aparece trocando de blusa após se afastar do carro. De acordo com o chefe do departamento, Raymond Kelly, o homem branco aparenta ter por volta de 40 anos.

Neste domingo, o departamento divulgou também uma fotografia que mostra um relógio encontrado dentro do carro-bomba. Na van estacionada na Rua 45, próximo à 7ª Avenida, foram encontrados cilindros de gás propano e galões de gasolina, assim como fogos de artifício de consumo doméstico, dois relógios, cabos e outros materiais.

Em entrevista cedida à imprensa, Kelly afirmou que não há como comprovar a participação de terroristas paquistaneses na tentativa de explosão de carro-bomba na noite do último sábado na cidade. Pela manhã, talibãs do Paquistão usaram um site islâmico para anunciar que teriam ligação com o carro-bomba ? no que seria um ato de vingança pela recente morte de dois líderes da rede al-Qaeda no Iraque e pelos "mártires muçulmanos".

A mensagem, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, apareceu em um site frequentado por grupos islâmicos do Iraque e faz referência a Abu Ayub Al-Masri e Abu Omar al-Baghdadi, mortos em 19 de abril durante uma operação antiterrorista no país árabe.

Represália a piada de desenho

Segundo Kelly, ainda não há como precisar que o carro-bomba estacionado na região de Times Square faria parte de um ataque planejado por grupos internacionais.

O presidente Barack Obama, em visita ao estado da Louisiana por conta de um grande vazamento de petróleo no mar, declarou que espera que "justiça seja feita" em relação aos autores do atentado.

O jornal norte-americano "Daily News" sugeriu que o atentado pudesse ser uma resposta a recente polêmica do desenho "South Park", que satirizava o profeta Maomé. Os escritórios da Viacom, conglomerado de mídia responsável pela atração, ficam próximos ao local em que o veículo estava estacionado.

Entenda o caso

Na noite do último sábado, a região de Times Square, uma das mais movimentadas de Nova York, foi esvaziada às pressas pela polícia após a denúncia de que um carro-bomba estava estacionado em rua próxima ao local. Um esquadrão antibombas utilizou robôs e desarmou o artefato na madrugada deste domingo.

Fonte: g1, www.g1.com.br