Caminhões com excesso de peso causam danos em Picos

PRF notificou nove veículos com 77 mil toneladas a mais que o permitido.

Os condutores que trafegam pelo trecho da BR-316 que corta a zona urbana de Picos já devem ter sentido a dificuldade de manter a direção do veículo em alguns pontos. O motivo são as ondulações e buracos provocados pelo excesso de peso em veículos de carga.


Caminhões com excesso de peso causam danos nas rodovias

Na principal avenida da cidade, a Senador Helvídio Nunes, que liga a zona Leste à zona Oeste e permite o acesso à BR-407, a situação é tão grave que o asfalto aparenta estar derretendo aos poucos.

As ondulações e buracos nas rodovias não são exclusivos das estradas picoenses. Em todo o território brasileiro, os danos provocados nas vias que ligam o país por veículos com excesso de peso provocam um prejuízo anual de R$ 1,6 bilhão.

O chefe da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal em Picos, Inspetor Benedito de Sousa Lima, explica que a fiscalização é feita ?diuturnamente? e há ainda os comandos específicos para fiscalização de veículos de carga. Ainda assim é difícil impedir que caminhoneiros trafeguem com carga maior que a permitida.

Apenas em um dos finais de semana de abril, a 4ª delegacia notificou nove veículos com 77 mil toneladas a mais que o permitido. Um risco para quem trafega pelas rodovias do país.

As cargas que ultrapassam a pesagem máxima permitida representam perigo e elevam as chances de riscos de acidentes. ?A maioria dos acidentes na curva de Fátima do Piauí e em todo o Brasil envolvendo caminhões são provocadas por excesso de peso?, pontua o inspetor.

Punições

Os condutores flagrados nos postos de pesagem tem punição de R$ 100 a cada 200 quilos ultrapassados a mais que o permitido. Além disso, também é necessário o pagamento do transbordo da carga apreendida.

Fonte: Riachao Net