Campanha contra doenças parasitárias chega às escolas

A meta da campanha é investigar os sinais e sintomas da hanseníase em estudantes de 5 a 14 anos.

Prevenção dos casos de hanseníase e tratamento da verminose em estudantes de 5 a 14 anos de idade. Com este objetivo, a Prefeitura de Teresina realiza até o dia 22 uma campanha nas escolas de ensino fundamental. A semana de busca ativa de casos de Hanseníase e tratamento de verminoses, que ocorre em todo país, foi lançada hoje (18) na capital com solenidade na Escola Municipal Lizandro Tito, que fica localizada no Parque Dagmar Mazza.

A ação, idealizada pelo Ministério da Saúde, está sendo executada na capital em parceria entre a Fundação Municipal de Saúde (FMS) e a Secretaria Municipal de Educação (SEMEC). Profissionais da saúde visitarão as escolas e farão busca ativa de casos de hanseníase por meio do chamado ?método do espelho?. Nele, os pais receberão um formulário no qual deverão informar sobre eventuais sinais e sintomas sugestivos de hanseníase. Caso seja detectado, a criança será encaminhada para confirmação e poderá realizar o tratamento gratuito nas unidades de saúde do município.

Além da coleta dos formulários, os alunos estão recebendo o medicamento Albendazol 400mg para tratamento das verminoses, que estão sendo administrados em dose única com a prévia autorização dos pais ou responsáveis pelo estudante. O tratamento está sendo realizado por profissionais de saúde das unidades básicas dos bairros, que também realizam atividades de mobilização e educação com professores e alunos.

Tomado em dose única, o Albendazol 400mg é eficaz, não tóxico, de baixo custo e já foi utilizado em milhões de indivíduos em diversos países e relatado na literatura científica. Seus efeitos colaterais são raros e sem gravidade.

A meta da campanha é administrar o Albendazol e investigar os sinais e sintomas da hanseníase em estudantes de 5 a 14 anos de idade. ?A meta da campanha é atingir 70% dos estudantes de 5 a 14 anos de idade?, afirma o presidente da FMS, Luiz Lobão.

?Entendemos que a prevenção é fundamental tanto para o tratamento de hanseníase como dos casos de verminoses, por isso pedimos aos pais que fiquem atentos às manchas suspeitas na pele de seus filhos e aos cuidados higiênicos que previnem a contaminação por verminoses?, reforça.

Fonte: Semcom