Câncer: Morre Pinheiro, ex-zagueiro do Flu e da Seleção

Câncer: Morre Pinheiro, ex-zagueiro do Flu e da Seleção

Ex-jogador estava internado há dois meses em hospital da Tijuca.

O ex-zagueiro e técnico Pinheiro faleceu nesta terça-feira, aos 79 anos, vítima de câncer de próstata. Ele estava internado desde o dia 4 de julho no Hospital Pan-Americano, na Tijuca, bairo da Zona Norte do Rio.

Titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1954, Pinheiro teve grande passagem pelo Fluminense, clube que defendeu em 605 jogos, sendo o segundo jogador com mais partidas pelo clube, atrás apenas de Castilho, que contabilizou 696 partidas. O ex-zagueiro ajudou o Flu a conquistar dois títulos estaduais (1951 e 1959), dois Rio-São Paulo (1957 e 1960), além do mais importante, a Copa Rio de 1952, fazendo parte de um dos maiores times da história do tricolor carioca.

Pinheiro teve passagens ainda por Americano, Bonsucesso e Bahia. Como treinador, comandou Goytacaz, Americano, Bangu, América-MG, o próprio Fluminense e o Cruzeiro, clube pelo qual lançou Ronaldo Fenômeno nos profissionais, em jogo contra a Caldense, no ano de 1993.

Na primeira semana de julho, o Fluminense organizou uma campanha para coletar sangue em prol do ex-zagueiro, que já se encontrava internado. O técnico Abel Braga foi um dos voluntários na doação.

No final de junho, Pinheiro fez uma visita a Abel, que acabava de conseguir a sua primeira vitória no comando do Fluminense. Quando perguntado sobre o técnico mais importante de sua carreira, ele respondeu de bate-pronto: Pinheiro, o primeiro a lhe dar uma oportunidade entre os profissionais do Fluminense, no início da década de 70.

- Não o via há muito tempo. Gosto muito do Abel Braga. É fora de série. O papo foi muito legal. Ele me pediu alguns conselhos sobre o clube. Sinto muito orgulho de ter esse reconhecimento dele, ser chamado de mestre... Quando ele chegou às Laranjeiras, queria ser atacante. Eu que falei logo: "Com esse tamanho? Vai ser zagueiro ou então arruma outro clube" (risos) - revelou Pinheiro na época, para em seguida ganhar muitos elogios de Abel.

- Pinheiro me deu muitas broncas. Mas sempre foi meu exemplo. Aprendi tudo com ele. Jogou na mesma posição que eu e sabia tudo. É muito bom estar ao lado dele na nossa casa - disse Abel Braga.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com