Candidato a reitor faz representação contra Uespi por contratações ilegais

Professor Honório recebeu denúncias relacionadas aos programas Parfor e Nead.

O candidato a reitor da Chapa 2 "Nossa Uespi", professor Antonio Honório, fez nova representação junto à Procuradoria Geral da República contra a administração da Universidade Estadual do Piauí. A ação foi motivada por denúncias recebidas pelo candidato da Chapa 2 a respeito da utilização eleitoreira dos programas Parfor (Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica) e Nead (Núcleo de Educação à Distância).

Na representação consta que o candidato da Chapa 2 foi informado por servidores de que administração da Uespi realizou contratações indevidas de parentes de outros servidores para atuar nos programas. De acordo com o professor Honório, a finalidade das contratações é reunir votos para a chapa 1, cujo titular é Nouga Cardoso, atual vice-reitor da Uespi.

?O ato cautelar se justifica, pois é possível perceber que o programa federal (Parfor) está sendo desvirtuado e modificado para atender interesses eleitoreiros?, argumentou o candidato da chapa 2.

O documento ainda chama a atenção para a ilegalidade das contratações, tendo em vista que existem candidatos aprovados em concurso público da instituição aguardando convocação.

O professor Antônio Honório solicitou que a Procuradoria Geral da República notifique a administração da Universidade e exija a lista de nomeações, contratações, lotações e designações de todos os funcionários terceirizados que atuam no Parfor desde junho de 2013.

Fonte: Ascom