Canibais fazem sopa com cérebro e parte dos corpos de vítimas

Os canibais comeram os órgãos das vítimas porque acreditavam que alcançariam poderes sobrenaturais e se tornariam "à prova de balas".

A polícia de Papua-Nova Guiné está descobrindo mais detalhes sobre o culto canibal responsável pela morte de sete pessoas no interior do país. Acredita-se que os membros da seita tenham feito uma sopa usando os cérebros e os pênis das vítimas.

Segundo a polícia local, os canibais comeram os órgãos das vítimas porque acreditavam que alcançariam poderes sobrenaturais e se tornariam "à prova de balas".


Canibais fazem sopa com cérebro e parte dos corpos de vítimas

O chefe de polícia Anthony Wagambie afirmou ao jornal britânico Mirror que os integrantes da seita não sabiam que estavam fazendo algo errado.

? Eles fizeram isso abertamente.

Pelo menos 29 pessoas já foram presas. Wagambie acredita que existam entre 700 e 1.000 membros da seita, morando em vários vilarejos no interior de Papua-Nova Guiné.

Os presos foram levados a tribunal na última terça-feira (10). Eles foram acusados de homicídio culposo.

O canibalismo fazia parte da cultura tradicional em Papua-Nova Guiné, e algumas tribos mantiveram a prática.

Os restos mortais dos sete mortos não foram encontrados. "Eles provavelmente foram comidos", afirmou o chefe de polícia.

Fonte: r7