Cantareira atinge a maior alta desde o início da crise da água em SP

Cantareira atinge a maior alta desde o início da crise da água em SP

Cantareira atinge a maior alta desde o início da crise da água em SP

As chuvas que atingiram São Paulo nos últimos dias fizeram com que o Sistema Cantareira voltasse a apresentar a quantidade de água que tinha em dezembro. Nesta terça-feira (17), o manancial atingiu 8,3%, subindo pelo 12º dia consecutivo, após ter alcançado 7,8% na segunda-feira (16), divulgou a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). Há um ano, o sistema estava em 18,5%.

O volume mensal de chuvas em fevereiro subiu a 228,4 milímetros (mm), acima da média histórica de fevereiro de 199,1 mm. O Cantareira é um dos principais mananciais de São Paulo e serve mais de 8 milhões de pessoas. Por conta da crise hídrica, duas cotas do volume morto, de 182,5 bilhões e de 105 bilhões de litros de água, já foram acrescentadas em maio e outubro, respectivamente.

Os demais reservatórios monitorados pela Sabesp — Alto Tietê, Guarapiranga, Alto Cotia, Rio Grande e Rio Claro — também registraram aumento no volume armazenado de água, após as chuvas que atingem desde sábado o Estado de São Paulo.

O maior crescimento, segundo a Companhia de Saneamento, foi visto no Sistema Rio Grande (Billings) que atende 1,6 milhão de pessoas em São Bernardo do Campo, Diadema e Santo André. O nível do manancial subiu 0,9 ponto porcentual, de 81,1% na segunda para 82% nesta terça. Há 12 meses, estava em 91,7%.

O Alto Tietê, que serve 3,1 milhões de pessoas, subiu de 14,6% para 15,2% agora. O sistema Guarapiranga, que atende 3,8 milhões de pessoas nas zonas Sul e Sudoeste de São Paulo, avançou de 55,3% para 55,6%. Alto Cotia evoluiu de 34,5% para 34,7%.

De acordo com informações divulgadas na manhã desta terça-feira pela Sabesp, o nível do Sistema Rio Claro, que atende 1,2 milhão de pessoas no bairro de Sapopemba, Ribeirão Pires, Mauá e Santo André, passou de 32,8% para 33,2%. Há um ano, estava em 95,6%.

Fonte: brasilpost.com