Cão é atingido por mil espetadas ao atacar um porco-espinho

Cão é atingido por mil espetadas ao atacar um porco-espinho

Cachorro passou por 2h30 de cirurgia para retirar os espinhos de 10 cm.


Cão é atingido por mais de mil espetadas ao atacar porco-espinho

Um cachorro da raça pit bull ficou ferido com mais de mil espinhos pelo rosto, patas e até na lingua, ao atacar um porco-espinho na manhã desta segunda-feira (20), em uma oficina na BR-163, em Coxim, a 243 km de Campo Grande. De acordo com o médico veterinário, Antônio de Carvalho, que atendeu o animal, o cachorro chegou à clínica por volta das 7h30. Os espinhos mediam em médica 10 cm.

O proprietário do animal o encontrou ferido quando chegou para abrir a oficina de motos, onde o cachorro atacou o porco-espinho que tentou entrar no local. O porco espinho morreu. O veterinário disse que aplicou anestesia geral no cachorro, e depois de quase duas horas e meia de microcirurgias retirou todos os espinhos.

?Ele chegou aqui bastante machucado, principalmente na parte interna da boca, onde tive que fazer microcirurgias e usar o bisturi para retirar os espinhos?, explica Carvalho. Ainda segundo o médico, o efeito da anestesia já passou e o animal está bem e não corre riscos.

Por precaução, o cão ainda deve ficar internado por dois dias, segundo o veterinário, para tratar as lesões e evitar infecção. ?Os espinhos do porco-espinho não liberam veneno, mas pode, causar infecção no cachorro. Por isso ele ficará em observação?, afirma Carvalho.

Fonte: G1