Cão policial recebe homenagem emocionante antes de ser sacrificado nos EUA

Os policiais se despediram do cão e o acompanharam com uma escolta policial no trajeto final do cachorro rumo à clínica veterinária.

Um cão policial americano que sofria de convulsões e artrite recebeu uma emocionante homenagem enquanto estava a caminho da clínica veterinária onde seria sacrificado neste mês. Dezenas de policiais e bombeiros compareceram para fazer uma saudação final a Sultan, um pastor alemão de 13 anos de idade que farejava drogas e bandidos no Departamento de Polícia de Yarmouth, no estado do Maine.

Os policiais se despediram do cão e o acompanharam com uma escolta policial no trajeto final do cachorro rumo à clínica veterinária. O policial Shane Stephenson, de South Portland, contou em uma entrevista nesta segunda-feira (23) que levou Sultan para sua casa como animal de estimação quando o cão se aposentou da polícia, aos 10 anos de idade.

Ele disse que o cachorro era amigável e adorável a ponto de deixar o bebê de Stephenson puxá-lo pelo rabo e pelas orelhas. Mas quando se tratava de trabalho, ele era um dos melhores também, disse o oficial. O tributo tocante prestado pela polícia tornou-se um viral depois que o jornal The Portland Press Herald divulgou o caso em 13 de fevereiro.

Sultan era o primeiro cão policial do Departamento de Polícia de Yarmouth e atendeu a muitas demandas no sul do estado do Maine durante os anos que passou no departamento. Ele e o policial Mike Vogel, que hoje trabalha na Flórida, responderam a mais de mil chamados, capturando dezenas de suspeitos e apreendendo quantidades imensas de dinheiro e narcóticos.

Vogel conta que Sultan também era muito popular entre as crianças. Ele era um gigante gentil, disse em uma entrevista por telefone. Justin Cooley, um agente da Polícia do Estado do Maine que trabalha com cachorros, diz que policiais têm uma ligação indescritível com os cães com quem trabalham. Esses são cachorros que levamos para casa conosco; eles conhecem nossa família. Eles estão conosco 24 horas por dia, sete dias por semana. Você passa por muitas coisas com eles, e você teme por esse dia.



Fonte: Uol