Capacete de M. Schumacher partiu-se em dois após choque

Capacete de M. Schumacher partiu-se em dois após choque

Schumacher sofreu acidente de esqui no último domingo

Um dos responsáveis pelo resgate de Michael Schumacher declarou ao jornal alemão Bild que o capacete do heptacampeão mundial de Fórmula 1 não resistiu ao forte impacto com uma rocha em uma estação de esqui na França. "Estava totalmente partido. Havia muito sangue", disse.

Schumacher bateu com a cabeça contra uma pedra queda enquanto esquiava com o filho em uma pista não demarcada na estação de Méribel, nos Alpes franceses. Ele se encontra em coma induzido e em situação bastante delicada, conforme anunciaram nesta terça-feira os médicos responsáveis pelo alemão no Centro Hospitalar Universitário em Grenoble.

O médico Jean-François Payen havia dito na última segunda que o capacete havia fundamental para evitar a morte instantânea. Sem a proteção, Schumacher provavelmente não teria sobrevivido ao acidente.

"O capacete não ofereceu uma proteção total, mas realmente ajudou. Se não o estivesse usando, ele não estaria aqui agora", explicou.

Segundo a publicação, Schumacher estava acompanhado pelo filho Mick, de 14 anos, e por pelo menos mais três amigos, e passou toda a manhã esquiando pelas pistas oficiais da estação de Méribel.

No entanto, perto das 11h, o ex-piloto foi para uma área entre duas dessas pistas. Às 11h07, Schumacher sofreu uma queda e se chocou contra uma rocha com a parte direita da cabeça.

Segundo essa versão, ex-piloto não teria perdido a consciência na hora e foi levado rapidamente ao hospital de Moutiers antes de ser transferido ao hospital universitário de Grenoble (sudeste da França).

Fonte: Terra, www.terra.com.br