Casal lésbico retarda puberdade para filho decidir sobre sexo

Casal lésbico retarda puberdade para filho decidir sobre sexo

De acordo com as mães, Tommy diz ser uma menina desde os 3 anos


Casal retarda puberdade para filho decidir sobre sexo
O casal lésbico Pauline Moreno e Debra Lobel, da Califórnia (EUA), decidiu usar bloqueadores de hormônios para retardar a chegada da puberdade no filho Tommy, de 11 anos. A medida foi tomada para que o menino tenha mais tempo para decidir se realmente quer fazer a mudança de sexo. Tommy usa roupas de menina e é chamado pelas mães de Tammy.

"Isso dá às crianças e às famílias a oportunidade de tomar a decisão certa", disse Joel Baum, diretor da ONG californiana Gender Spectrum, de acordo com o site Adelaide Now.

Entretanto opositores da decisão de Pauline e Debra dizem que o retardamento da puberdade não fará Tommy ter discernimento suficiente para tomar a importante decisão sobre a alteração da sua sexualidade.

"Isso é abuso infantil. É como fazer lipoescultura em uma criança com anorexia", disparou Paul McHugh, professor de psiquatria da renomada Johns Hopkins University.

De acordo com as mães, Tommy diz ser uma menina desde os 3 anos. Ele deverá continuar em tratamento até os 15 anos.

Fonte: Globo