Casas vazias podem virar criadouros gigantes de mosquitos da dengue em Teresina

Casas vazias podem virar criadouros gigantes de mosquitos da dengue em Teresina

O fim das férias de dezembro costuma coincidircom o retorno da temporada de dengue. As casas ficam vazias, os criadouros se proliferam e, como o mosquito transmissor Aedes aegypti não tira férias, a doença pode se alastrar se medidas preventivas não forem adotadas. Portanto, quem está pensando

em viajar, além de arrumar as malas, tem que tomar alguns cuidados em casa para evitar acúmulo de água.

Os principais cuidados devem acontecer no quintal, local mais exposto a água da chuva. Mas enganase

quem pensa que não há perigo dentro de casa. Tudo que acumula água pode ser transformar em um criadouro do mosquito, já que vai permanecer intacto por muito tempo.

Quem vai deixar a casa também precisam tomar al- gumas precauções em relação aos banheiros, cozinha

e até mesmo na área de serviço. Há risco também atrás da geladeira, no local onde acumula água do

degelo. ?O morador deve evitar ao máximo que a água se acumule?, frisa Romualdo Espíndola, gerente

do Centro de Controle de Zoonoses.

Até mesmo as mangueiras acumulam água. Antes de sair de casa, o morador deve esvaziá-la. A dica vale

também para as mangueiras da máquina de lavar, que também deve ser protegida com uma sacola. Dentro de casa a tampa dos vasos deve permanecer fechada e as pias e ralos devem ser protegidos com sacolas. Atenção redobrada também para os jardins. Vasos que acumulam água devem ser descartados ou enchidos com areia para evitar que a água fique parada. Os cuidados também devem existir com plantas que acumulam água. O ideal é deixá-las em locais protegidas da chuva.

Fonte: Carol Durães/Francisco Lima