"É ilegal o que o MP está fazendo", diz advogado

"É ilegal o que o MP está fazendo", diz advogado

Segundo o advogado Antônio Carlos, não indício que justifique denúncia contra Jivago Castro.

O advogado do engenheiro Jivago Castro, Antônio Carlos Castro, esteve no Bom Dia Meio Norte para falar sobre as acusações que seu cliente vem sofrendo em relação ao caso Fernanda Lages. A estudante foi encontrada morta no dia 25 de agosto nas obras do Prédio da Procuradoria da República, e teria chegado até lá pela construção do Tribunal Regional do Trabalho.

Jivago Castro é o engenheiro responsável pelas obras do Tribunal Regional do Trabalho e esteve ontem prestando depoimento no Ministério Público Estadual, no Centro de Teresina, para os promotores Eliardo Cabral e Ubiraci Rocha, que fazem investigação da morte de Fernanda Lages.

Segundo o advogado Antônio Carlos, não existe indício que justifique denúncia contra Jivago Castro. ?Não há se quer um fiapo que ligue Jivago a esse caso. A pior das coisas para um inocente é ser acusado de algo que não tem culpa, que não sabe nem do que se trata?, afirmou Antônio Carlos.

O advogado justifica o porquê de a defesa de Jivago Castro ter aparecido agora: ?Quero deixar claro que Jivago não precisa de defesa. Não estamos defendendo ele contra acusação, estamos o defendendo contra o massacre que ele está sofrendo junto com sua família?, diz, referindo-se ao fato de que a mídia e a população acusam seu cliente de ter algo a ver com o caso Fernanda Lages.

?Eu faço um apelo à população de Teresina: ?Não sejam imprudentes. Se sai hoje um boato infundado temos que saber se é verdade??, diz Antônio Carlos, acrescentando que a Polícia Civil está fazendo uma investigação técnica e o Ministério Público algo paralelo. ?É ilegal o que o Ministério Público está fazendo?, afirma.

Antônio Carlos declara ainda que, embora considere ilegal e arbitrária a ação do Ministério Público, seu cliente vai comparecer sempre que for preciso e prestar todos os esclarecimentos necessários. ?Eu gostaria que a investigação se desse de forma técnica e independente?, finalizou ele.







Fotos: Efrém Ribeiro

Fonte: Portal Meio Norte - Samara Costa