Casos de dengue aumentam 33% no Piauí

A população deve ficar atenta e fazer sua parte para evitar focos do mosquito de dengue

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (07) DO JORNAL MEIO NORTE

O período chuvoso traz consigo uma preocupação a mais para o piauiense com o aumento dos casos de dengue em todo o Estado. Somente no primeiro trimestre de 2015 foram 1.179 notificações de casos suspeitos, aumento de 33,1% em relação ao mesmo período no ano passado. A população deve ficar atenta e fazer sua parte para evitar focos do mosquito de dengue, que prefere depositar seus ovos na água parada de locais com paredes, ideais para a fixação do zigoto. Outro risco é a reinfecção em pacientes que já contraíram dengue antes, pois a doença tende a voltar cada vez mais forte. A boa notícia é que até o momento nenhum caso da doença febre chikungunya foi registrado no Piauí.

O supervisor do programa dengue no Estado do Piauí, Antônio Manuel de Araujo, esclarece que a Secretaria de Saúde está mobilizada em conter e tratar a doença, mas a população também precisa fazer sua parte. "Nesta época do ano, as chuvas trazem a infestação do mosquito e maior escala. Muitos objetos acumulam água e viram criadouros do mosquito, criando condições para o vírus circular com mais facilidade. Por isto, nunca é demais pedir para as pessoas ficarem atentas a objetos que acumulam água. E, mais que retirar a água destes locais, tais objetos precisam ser lavados, já que podem conter ovos prestes a eclodir", declara.

Antônio chama atenção para a reincidência da doença, que pode voltar cada vez mais forte. "Existem quatro sorotipos diferentes da doença. A reincidência pode trazer o que chamamos de dengue grave, que antes era conhecida como dengue hemorrágica. É uma doença grave, que pode acontecer com qualquer um dos sorotipos, especialmente causado pelas várias vezes que a pessoa contraia a síndrome. A dengue tem comportamento contrario as outras doenças e tende a voltar cada vez mais forte. Nenhuma pessoa está a salvo da doença", reitera o supervisor do programa dengue no Estado do Piauí.

Repórter: Olegário Borges

Fonte: Olegário Borges